Ao desafio com Emerenciano

/ 613 leituras
EMERENCIANO não se considera simplesmente um artista plástico, menos um pintor de arte. Diz que carrega a possibilidade das palavras, o que o levou, em 1998, a uma atrevida candidatura ao ma...

Ao desafio com Carlos Bonaparte

/ 457 leituras
CARLOS Bonaparte é cego de nascença. O desafio que lhe propusemos foi o de verbalizar sentimentos decorrentes da sua condição de cego. As respostas são sinceras, esclarecidas e, às vezes, in...

Ao desafio com Clemente Padin

/ 881 leituras
CLEMENTE Padin nasceu em Lascano, Rocha e aos quatro anos de idade mudou-se para Montevideo (cidades do Uruguai), onde continua a viver. É docente e ARTISTA (com maiúsculas) nas áreas da poe...

Ao desafio com Fernando Aguiar

/ 1442 leituras
O MAIS internacional dos poetas visuais portugueses da atualidade, Fernando Aguiar, aceitou o nosso desafio em contrapor ou reiterar afirmações e versos seus entretanto publicados. Das respo...

Ao desafio com Óscar Possacos

/ 1655 leituras
ÓSCAR Possacos publicou três livros de poesia: Lugar quebrado (1982), Prémio Nacional de Literatura Juvenil Ferreira de Castro (1983); Húmida viagem (1984) e Cantaria (julho de 2014). Da últ...

Ao desafio com Paulo Stocker

/ 859 leituras
PAULO Stocker, ou melhor, Clovis Paulo Stocker além de artista plástico, cartunista, muralista (diferente de moralista) e ilustrador é também cidadão, catarinense, paulista, pai, marido, cic...

Ao desafio com Domingos Loureiro

/ 892 leituras
A PROPÓSITO da exposição “Em Direção ao Azul”, que revela parte da investigação que Domingos Loureiro está a desenvolver no âmbito do Doutoramento, desafiamos o autor a verbalizar a técnica ...

Ao desafio com Álvaro Domingues

/ 1381 leituras
TODOS conhecem e frequentam a Rua da Estrada. Todos, de um modo ou de outro, contribuíram ou contribuem para a materialização e consolidação da Rua da Estrada. Ela sempre fez parte da nossa ...

Ao desafio com Anabela Borges

/ 1115 leituras
PARA Anabela Borges deve ter sido um desafio estimulante (supomos nós) descrever, em verso e a rimar, a vida de alguns animais, incluindo a das gatas Xica e Xana. Ir além das onomatopeias nã...

Ao desafio com João Manuel Ribeiro

/ 1005 leituras
OS poemas de João Manuel Ribeiro que compõem o livro “Amo-te” andaram na sacola e no coração de muitos alunos, que os leram, releram e teceram observações e comentários de vária índole com o...

Ao desafio com João Pedro Mésseder

/ 1014 leituras
DEPOIS de lermos o “Pequeno Livro das Coisas” (Editorial Caminho) ficamos com tanta curiosidade sobre as coisas que quisemos fazer várias perguntas a João Pedro Mésseder. Enviámos-lhe dez qu...

Ao desafio com Inês Lourenço

/ 1021 leituras
PERCORREMOS a obra publicada de Inês Lourenço de trás para frente e da frente para trás, desde Coisas que nunca, Logros Consentidos, passando por Câmara Escura e pela Disfunção Lírica, à pro...

Ao desafio com Antero de Alda

/ 1030 leituras
ANTERO de Alda nasceu em 1961. Publicou memória de hibakusha (1986) e O Século C.N.A. (1999). É um dos principais autores de poesia visual portuguesa, com E.M. de Melo e Castro, Ana Hatherly...

Ao desafio com Rui Manuel Amaral

/ 1200 leituras
CANSADOS de esperar pela publicação de novos contos de Rui Manuel Amaral (diz que não escreve microcontos!), fomos desafiá-lo a falar sobre algumas histórias já dadas à estampa (Caravana e D...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Rio (1957)

PENSO que isso é aquilo que todos nós desejamos. Estão criadas, neste momento, as condições, está uma estrada aberta para essa cooperação (com Angola) que tem já muitos anos, como todos sabemos.

Rua da Estrada da estrada

AS estradas que vão pelas cotas altas das encostas têm larguezas de vistas que nem se imagina. Sigam-se as instruções: onde aparecerem placas a dizer Estrada, certifique-se que essas larguezas de vistas estão mesmo lá; de seguida, procure-se um local bom para paragem (dantes havia uns sinais muito lindos com a silhueta das camionetas da carreira) e pare-se olhando a encosta da outra banda. Chegou o momento da contemplação. Use-se um bom produto para clarear o humor vítreo, a córnea, a pupila e o resto da tralha de ver, e mantenham-se as pálpebras bem abertas. Pode fotografar, desenhar ou or...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 469 leituras
W é um M de barriga para o ar, óculos de sol, na praia?