Ao encontro de Fernando Echevarría

/ 248 leituras
Entrevista: Paulo Moreira Lopes | José Manuel Teixeira da Silva Fotografia: João Paulo Coutinho

Ao encontro de Fernando Guimarães

/ 264 leituras
Entrevista: Paulo Moreira Lopes | José Manuel Teixeira da Silva Fotografia: João Paulo Coutinho

Ao desafio com Luís Filipe Cunha

/ 660 leituras
Nunca me deixei levar por sentimentos muito extremos como a revolta, mas também estou longe de encarar a minha cegueira com resignação ou passividade.

A. Dasilva O. à chegada de Guadalajara

/ 583 leituras
António da Silva Oliveira, (também conhecido por A. Dasilva O.) apanhado em flagrante no aeroporto do Porto vindo da Feria Internacional del Libro de Guadalajara

Canções do Ar e das Coisas Altas por João Pedro Mésseder

/ 269 leituras
As raízes da terra da imaginação estão sempre no solo.

Ao desafio com Emerenciano

/ 868 leituras
Quem não cresce para dentro não cresce para fora, isto é, não pensa dentro para ser fora em função de dentro e dentro em função de fora.

Ao desafio com Carlos Bonaparte

/ 611 leituras
Como tudo nesta vida, não há só o lado bom, nem só o lado mau. Ser cego também. E a grande vantagem é poder viver com os outros 4 sentidos.

Ao desafio com Clemente Padin

/ 1066 leituras
A utopia é um caminho cujo fim é o próprio caminho

Ao desafio com Fernando Aguiar

/ 1712 leituras
Toda a arte é um inutensílio, excepto a que dá dinheiro.

Ao desafio com Óscar Possacos

/ 2000 leituras
Não é possível libertar aquilo que é livre.

Ao desafio com Paulo Stocker

/ 1027 leituras
Brinco de ser sério, levo a sério a brincadeira.

Efeitos especiais de João Manuel Ribeiro e Paulo Stocker

/ 1339 leituras
A poesia (escrita e desenhada) não tem língua (comprida). É uma linguagem universal!(?)

Ao desafio com Domingos Loureiro

/ 1178 leituras
Uma pintura minha termina quando já não consigo ter influência na imagem.

Ao desafio com Álvaro Domingues

/ 1674 leituras
A Rua da Estrada não é um lugar (seja lá o que se entender por isso), é uma relação, vive do movimento.

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Marco Martins (1978)

Considerando o pedido de vários colegas presidentes de Câmara, incluindo do próprio presidente da AMP, deixo a decisão de demissão para o coletivo na próxima reunião do Conselho Metropolitano, desde que me sejam dadas condições e carta-branca para trabalhar.

Rua da Estrada dos tempos que correm

NÃO ao rouvo" é uma expressão de correctíssima grafia segundo isso a que chamam o acordo ortográfico, que preconiza, entre outras coisas, que as palavras se devem escrever tal como são pronunciadas. Aqui trocam-se os bb pelos vv, como se sabe. O mais difícil de engolir não é isso. O mais difícil de engolir é este assado em que estamos metidos e que está bastante bem ilustrado na instalação exposta à beira da estrada: ainda há pouco tínhamos posses para ter um carrito com tudo a que tem direito, rodas, capota, assentos, motor, travões e o mais que é costume, e agora estamos reduzidos a um assen...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 156 leituras
O mar alto mede quanto?