O meu Mercado da Beira-Rio

/ 956 leituras
LÁ consegui pegar no sono, mas acordei pouco depois estendido em pleno mercado da Beira-Rio ao qual toda a gente chama de Praça, despertei com a algazarra habitual dos sábados de manhã. A Pr...

Paralisia do sonho

/ 485 leituras
ACABEI por adormecer. No centro do meu sonho, uma dessas mulheres brancas ocupa a praceta da minha fortaleza tomada pelos bárbaros que se uniram contra mim enquanto ainda estava acordado. À ...

Meio

/ 453 leituras
TENHO um colega que é todo meias medidas: é um tipo de meias-palavras, pede sempre meia torrada e meia de leite, mas faz meias maratonas e tem meia dúzia de amigos. Um desses "amigos" disse-...

A Terinha

/ 369 leituras
DISSE-VOS que já não vivia ninguém na Viela dos Gatos (excepto a Elmirinha dos Gatos), mas enganei-me. Ainda há muitas pessoas a morarem na viela. Uma delas é a Quitéria que é amiga de infân...

Na casa da minha avó

/ 1281 leituras
DEPOIS do colégio (que fica lá em cima, no pequeno planalto do Candal, onde as pessoas nos olham de cima para baixo), regressava à casa pela rua das Costeiras, sempre a correr e aos pinotes,...

O Bernardino

/ 865 leituras
ENTREI na padaria do Bernardino que ocupava uma das lojas exteriores do mercado. O Bernardino usa uns velhos óculos bastante graduados que lhe aumentam os olhos. Quando limpa os óculos, os s...

12 aforismos

/ 1191 leituras
1. A minha mulher mandou colocar um extintor no nosso quarto. Medida de prevenção para apagar pesadelos. 2. O Zolpidem faz-me ver borboletas no nariz quando começo a ler livros de auto-aj...

ATM

/ 1324 leituras
O MOÇO deixa-se cair pesadamente no único lugar livre e dá um longo suspiro para que os outros dois sentissem um pouquinho a sua dor. Aquele corredor era um desfile de voluntárias, auxiliare...

“Adenda ao Terceiro Segredo de Fátima”

/ 1145 leituras
I A IRMÃ dormiu durante quase toda a viagem do convento ao aeroporto. Tinha encostado a cabeça ao vidro e adormeceu embalada pelo monocórdio do taxista. Quando respirava, deixava escapar pe...

M.A.P.A.

/ 1159 leituras
EM frente ao espelho da casa de banho, arregalo os dentes e com o indicador puxo as pálpebras para baixo. Fiapos vermelhos irrigam-me as escleras. Não há indícios de tromboses até agora. Peg...

A loja de cima

/ 953 leituras
ÀS vezes, quando o meu pai regressa do trabalho, manda-me ir comprar tabaco à Loja de Cima quando está de bem com a minha mãe. Isto acontecia pouco antes do jantar e eu ficava chateado, pois...

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

NÃO preciso de citar ninguém para dizer que esse comentário [de eleitoralismo] ilustra bem a visão populista de quem esteve distraído por ocasião da conferência de imprensa que demos em Gaia ou por ocasião da cimeira de Sintra.

Rua da Estrada do cada um por si

O PRINCÍPIO ideológico que regula a selva global do capitalismo está a reduzir a fanicos o pouco do solidário que a sociedade tinha: cada um por si, portanto. Não há contos de crianças. Há folhas de cálculo, discursos cinzentos em economês, correctíssimos, e conversas blindadas sobre o efeito da subida de uma taxa nos santos espíritos das hormonas da outra, sobre a sustentabilidade seja lá do que for e assim por diante de palavras feitas de ração granulada e chumbo derretido. Os lugares do Estado e da Política foram tomados de assalto pela ceifeira-debulhadora-enfardadeira da máquina do dinhei...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 356 leituras
Que eu é aquele que te olha ao espelho?