Nihonbashi

/ 87 leituras
PRIMEIRAMENTE, uma explicação a respeito da grafia do título: ainda que se aceite também “Nihombashi”, os japoneses tendem a escrever com um “n” antes do “b”; contrariando, portanto, as norm...

Eleições… no Japão!

/ 262 leituras
NO próximo dia sete de outubro, como todo brasileiro maior de dezoito anos de idade e residente no exterior, irei ao Consulado-Geral ― no meu caso, o de Tóquio ― para cumprir meu dever de ci...

Sumimasen!

/ 304 leituras
MINHA esposa é japonesa. E, quando faço essa afirmação, refiro-me ao fato de que ela, nascida e criada no Japão, pertence a uma família sem laços culturais com o Ocidente; pois, há gerações,...

Obon

/ 212 leituras
TODO ano, em agosto, os japoneses dão uma pausa de três dias nas atividades laborais para prestar homenagens a seus mortos. Tal costume, que tem suas origens no Budismo, é conhecido como “Ob...

Os Samurais da alegria

/ 334 leituras
CHEGUEI ao Japão em outubro de 2001. E, no ano seguinte, assisti à primeira Copa a ser realizada na Ásia, tendo como as nações anfitriãs o Japão e a Coreia do Sul. Porém, o que pude notar, n...

Uma história de amor em Atami

/ 240 leituras
UMA vez por ano, a família de minha esposa ― que reside em diversas localidades do Japão, a saber: Quioto, Osaka e Saitama ― reúne-se para uma viagem de dois dias, com destino a um dos muito...

Semana de ouro

/ 290 leituras
TODO ano, na primeira semana de maio, os japoneses têm o esperado “Golden Week” (a “Semana de Ouro”), período este que aproveitam para o descanso e as viagens – agradecidos aos céus pela pau...

Carpe Diem!

/ 337 leituras
QUEM afirma que o povo japonês só trabalha e jamais se diverte certamente ainda não presenciou um “hanami”. Aliás, o termo, oriundo da aglutinação entre a palavra “hana” (flor) e a primeira ...

Yuzawa: o tapete branco de Niigata

/ 359 leituras
SOU filho da Amazônia brasileira ― de modo que a neve é um fenômeno meteorológico ao qual não estou acostumado desde o berço. Portanto, não é difícil imaginar quão grande foi o meu fascínio ...

O ano do cão

/ 352 leituras
NO horóscopo chinês, o cachorro representa o décimo-primeiro signo – posição que corresponderia, segundo uma lenda, à ordem de chegada dos doze animais que compareceram quando convocados por...

Novos Temp(l)os

/ 399 leituras
RADICADO no Japão há dezasseis anos, a metade dos réveillons que aqui passei foi na cidade de Quioto. E isso por um motivo muito simples: os pais de minha esposa residem nessa belíssima cida...

Filas

/ 354 leituras
CINEMAS, restaurantes, estações de trem... ou até mesmo para comprar um simples sorvete. Sim, caminhar pelas ruas japonesas significa presenciar, diariamente, filas (termo usado pelos brasil...

ALT

/ 376 leituras
O TÍTULO deste artigo refere-se à expressão em Inglês ‘Assistant Language Teacher’, uma das atividades preferidas pelos estrangeiros que vêm trabalhar no Japão, uma vez que nem sempre requer...

Carnaval com saquê

/ 334 leituras
UMA japonesa sambando e um brasileiro tomando saquê, a bebida símbolo da Terra do Sol Nascente. Cenas que, inicialmente, podem parecer estranhas para um país historicamente pouco miscigenado...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Rio (1957)

Ich weiss nicht, was sie sagen" ("Não sei do que falam").

Rota das Pirâmides

O EXÓTICO é um desejo; uma máquina de sedução; um domínio geo-semântico que designa um território imenso e quente, desconfinado, longínquo e incerto onde existem coisas estereotipadas, espécie de adereços e ambiências como o cheiro das especiarias, as trovoadas tropicais, as araras, as odaliscas, as palmeiras, os batuques, os camelos, e as pirâmides, por exemplo. O exotismo alimenta-se da nostalgia, do espaço e do tempo, como memória de uma idade de ouro em paragens remotas e tempos perdidos. Depois de Napoleão ter regressado a França após a Batalha das Pirâmides e se terem difundido as his...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 611 leituras
O garfo espeta com o f ?