Humor ao alto (XCVIII)

/ 55 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 269

Ideias despenteadas (2)

/ 683 leituras
Por Catarina Gomes publicado in http://ideiasdespenteadas.tictail.com/

Senhor O com água na boca

/ 885 leituras
Publicado por PML

Humor ao alto (XCVII)

/ 89 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 291

Ideias despenteadas (1)

/ 527 leituras
Por Catarina Gomes publicado in http://ideiasdespenteadas.tictail.com/

Humor ao alto (XCVI)

/ 93 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 296

Senhor O a surrir

/ 736 leituras
Publicado por PML

Humor ao alto (XCV)

/ 104 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário.

Teo – o cão pastor (398)

/ 113 leituras
Publicado por Lina & Nando

Humor ao alto (XCIV)

/ 111 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 235

Teo – o cão pastor (397)

/ 135 leituras
Publicado por Lina & Nando

Humor ao alto (XCIII)

/ 143 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 249

Teo – o cão pastor (396)

/ 144 leituras
Publicado por Lina & Nando

Humor ao alto (XCII)

/ 154 leituras
Publicado por Augusto Baptista in azul-canário e in Opus 4, edição da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, outubro de 2014, página 268

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Rio (1957)

As pessoas que durante um ano e tal andaram a procurar destruir o partido, a destruir a minha liderança, a destruir a direção nacional, fizeram tudo o que estava ao seu alcance para isso, e chegar à última da hora [para] aparecer e dizer que dão um grande apoio é uma situação hipócrita.

Rota das Pirâmides

O EXÓTICO é um desejo; uma máquina de sedução; um domínio geo-semântico que designa um território imenso e quente, desconfinado, longínquo e incerto onde existem coisas estereotipadas, espécie de adereços e ambiências como o cheiro das especiarias, as trovoadas tropicais, as araras, as odaliscas, as palmeiras, os batuques, os camelos, e as pirâmides, por exemplo. O exotismo alimenta-se da nostalgia, do espaço e do tempo, como memória de uma idade de ouro em paragens remotas e tempos perdidos. Depois de Napoleão ter regressado a França após a Batalha das Pirâmides e se terem difundido as his...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 504 leituras
Quem cobre todas as propostas evita resfriados?