Fernando Aroso (1921-2018)

/ 35 leituras
O FOTÓGRAFO Fernando Aroso, de 97 anos, morreu na segunda-feira (01-10-2018) à noite num hospital do Porto, disse esta terça-feira à agência Lusa fonte do Teatro Experimental do Porto (TEP),...

Fernando Fernandes (1934-2018)

/ 40 leituras
CHAMARAM-LHE “o Sr. Livro”, “o poeta do livro”, e Agustina Bessa-Luís considerou-o mesmo "o maior dos livreiros de Portugal”. Mário Cláudio não tem dúvidas de que ele foi “o último grande li...

Nuno Silva (1977-2018)

/ 75 leituras
MORREU, na madrugada desta terça-feira, o nosso camarada Nuno Silva, jornalista da secção da Justiça, onde trabalhava há cerca de uma década. Nuno Silva, de 41 anos, entrou para o Jorna...

Francisco Barata Fernandes (1950-2018)

/ 88 leituras
O ARQUITETO Francisco Barata Fernandes, responsável pela reabilitação da praça da Cadeia da Relação, no Porto, morreu na quinta-feira, aos 67 anos, vítima de doença súbita, revelou, esta sex...

António Alves Vieira (1987-2018)

/ 115 leituras
ATOR de profissão, António era ativista LGBTI, impulsionador da Marcha do Orgulho LGBT do Porto e militante da luta pelos direitos laborais dos artistas do espetáculo e por uma outra polític...

João Semedo (1951-2018)

/ 104 leituras
MILITANTE comunista contra a ditadura, defendeu a renovação do PCP e encontrou no Bloco de Esquerda o espaço de intervenção capaz de mudar a política portuguesa. “Tive a vida que escolhi, a ...

Altino do Tojal (1939-2018)

/ 84 leituras
O ESCRITOR e jornalista Altino do Tojal morreu no domingo à noite, aos 78 anos, em Brunhais, Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, disse esta segunda-feira à Lusa fonte da família, acre...

Amândio Secca (1925-2018)

/ 179 leituras
A COOPERATIVA Árvore divulgou, esta segunda-feira, a notícia da morte do seu presidente, Amândio Secca, recordando-o como um homem que fez da sua vida uma luta pela liberdade, cultura, artes...

Fernando Guedes (1930-2018)

/ 163 leituras
SE havia um momento nas rotinas de Fernando Guedes que lhe davam especial prazer era quando passava pelas salas de provas, quando tinha de caminhar pela imensidão das vinhas da Sogrape...

Albano Martins (1930-2018)

/ 179 leituras
O POETA e tradutor Albano Martins, autor de uma extensa obra lírica, marcada pela contenção expressiva e por uma discreta musicalidade, morreu esta quarta-feira, aos 87 anos, no Hosp...

Rui Osório (1940-2018)

/ 166 leituras
O JORNALISTA e cónego Rui Osório morreu, esta quinta-feira, aos 77 anos. Rui Osório morreu na Casa da Boavista, pelas 10 horas. Durante a tarde será trasladado para a Igreja da Foz, onde pe...

Antero de Alda (1961-2018)

/ 679 leituras
FORMADO em artes plásticas pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Mestre em Tecnologias Educativas pela Universidade do Minho. Viveu e trabalhou em Amarante até à sua morte ...

Joaquim Sarmento (1916-2018)

/ 211 leituras
JOAQUIM Sarmento, autor dos projetos de engenharia do estádio das Antas e do mercado do Bom Sucesso, no Porto, morreu terça-feira (10-04-2018), com 101 anos. Professor universitário durante ...

In memoriam 2017

/ 319 leituras
NO ANO 2017 deixaram-nos, entre outros: Jacinto Durães; Guilherme Pinto; Daniel Serrão; José Reina; António Freitas Cruz; Daniel Hompesch; Leonardo Costa; Maria Helena da Rocha Pereira; Albe...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Manuel Pizarro (1964)

ACHO que a atitude do ministro da Saúde é de lamentável leviandade. O senhor ministro começou por anunciar que o Infarmed vinha para o Porto, depois anunciou que se ia criar um grupo de trabalho para estudar as questões técnicas associadas a esta deslocalização e, finalmente, desautoriza a sua própria decisão e as recomendações do grupo de trabalho.

Histórias do início do mundo

EM tempos muito remotos, os humanos vagueavam em grupos mais ou menos organizados, caçando e comendo do que havia. Não tinham ainda descoberto como domesticar animais e cultivar plantas; não produziam excedentes e não havia cidades. Um dia, do alto de uma colina um chefe de um desses grupos viu ao longe uma nuvem de pó que avançava e pensou: se matarmos aqueles, toda a caça e mantimentos que eles possuem será um excedente para nós. Assim fizeram e continuaram na colina exercitando armas. Quando avistaram outro grupo, pensaram melhor: matamos a maior parte e escravizamos os mais fortes para fic...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 766 leituras
Ricardo, salgado?