O Coirão

/ 257 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha

O Lobisomem

/ 310 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha e foto de I.P.T.M.

A Magnífica

/ 424 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha e foto de António Silva

Elegia a Rio Mau

/ 554 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha

O crime de Eira de Melo

/ 1420 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha e foto de I.P.T.M.

Uma história de amor

/ 782 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

Lenda do homem de pedra

/ 443 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

Não se pode morrer hoje

/ 521 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha e foto de Manuel Sousa

A metáfora dos sonhos

/ 547 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

Casa de bonecas

/ 683 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

O barqueiro da ilha dos amores

/ 694 leituras
Texto Manuel Araújo da Cunha e foto de IPTM

Fábula

/ 773 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

Pão de Deus

/ 852 leituras
Texto e foto de Manuel Araújo da Cunha

História aos quadradinhos

/ 853 leituras
Texto de Manuel Araújo da Cunha e foto de António Silva

À espera do Solstício

/ 756 leituras
Sentado na pedra à beira do rio espero o solstício, o clarão que vem iluminar a terra, anunciar a vitória da luz sobre as trevas e refazer a esperança que se julgava perdida.