Lobo

/ 55 leituras
O solidário: conta histórias felizes aos cordeirinhos. ...

Deservagem

/ 79 leituras
Daninha forma de extermínio Texto e ilustração de Fr...

Diospireiro

/ 102 leituras
Texto e ilustração de Francisco Duarte Mangas

Nabo

/ 954 leituras
Tubérculo celibatário cultiva os prazeres do estômago. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Abóbora-menina

/ 1201 leituras
Filha adotiva do hortelão. Texto de Francisco Duarte ...

Verão

/ 900 leituras
Gosto do cheiro a sargaço inserto na palavra; outras vezes ...

Manjerico

/ 1651 leituras
Luminoso nome, cheira a madrugada. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Oliveira

/ 970 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro

Cerejeira

/ 1111 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Maio

/ 925 leituras
A paixão das rãs incendeia a tarde. Texto de Francisc...

Cravo

/ 3671 leituras
2. desconhece-se outro instrumento tão aromático. Franc...

Ervadura

/ 402 leituras
Não há água mole que a perturbe. Texto de Francisco D...

Primavera

/ 1127 leituras
Quando te vejo pela manhã apetece-me ser eterno. Texto d...

Hortelã

/ 870 leituras
Eis uma erva prudente agasalhada temendo que os fios do i...

Cidreira

/ 955 leituras
A erva dos aflitos. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilus...