Verão

/ 495 leituras
Gosto do cheiro a sargaço inserto na palavra; outras vezes é a sua sombra que procuro. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco ...

Ervagem

/ 320 leituras
Diz-se assim quando as ervas emigram. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três ano...

Rosmaninho

/ 1164 leituras
Rosnar ternurento. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR:Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornalista durante quase...

Manjerico

/ 1150 leituras
Luminoso nome, cheira a madrugada. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Cebola

/ 717 leituras
Há coisas que nascem para nos fazer chorar. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Cerejeira

/ 750 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Buganvília

/ 453 leituras
Enternece a labareda da buganvília a alastrar no muro branco. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 19...

Maio

/ 513 leituras

Cravo

/ 2718 leituras
Em que cor pensas quando digo cravo? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro

Ervadura

/ 120 leituras
Não há água mole que a perturbe. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornalista duran...

Primavera

/ 730 leituras
Quando te vejo pela manhã apetece-me ser eterno. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Gato

/ 173 leituras
O silêncio ronrona no afago do sol. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornalista d...

Arado

/ 149 leituras
Instrumento arcaico de escrita na terra. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornali...

Boi

/ 158 leituras
Paciente animal rumina a paisagem devagar. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jorn...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Bragança Fernandes (1948)

Nenhum governo ajudou na luta contra as portagens e ainda hoje mantenho a crítica. Na altura chamava-os de pórticos cor-de-rosa. Não tivemos o mesmo tratamento que outros municípios. Fomos mal tratados.

Rua da Estrada do Mercado da Arte

APESAR de ser acrílico sobre tela, a arte das valetas pode não ser o género mais apreciado nos meios críticos e comerciais do campo da arte. Ainda que muitos se lembrem que em Paris, nas margens do distintíssimo rio Sena, desde há muito que havia muita arte e artista de rua e de domingo que podia passar para os salões da arte das altas culturas, a verdade é que a N15 não passa em Paris. É pena. Têm mais sorte os rabiscos nas paredes a que chamam graffitis, mesmo que lhes falhe completamente a estética e a política; a primeira, de tão vulgares e desinteressantes que são; a segunda, por lhe f...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 428 leituras
Quem petisca vai na isca ou prefere patanisca?