Vegetal

/ 1543 leituras
Homem de coração de seiva, sonha ser primavera. Texto de ...

Girassol

/ 1165 leituras
Que luz procura quem semeia girassóis? Texto de Franc...

Diospireiro

/ 1028 leituras
Texto e ilustração de Francisco Duarte Mangas

Ervadura

/ 907 leituras
Não há água mole que a perturbe. Texto de Francisco D...

Primavera

/ 2067 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro

Boi

/ 779 leituras
Paciente animal rumina a paisagem devagar. Texto de...

Alecrim

/ 2344 leituras
O paraíso das joaninhas é, assim, aromático. Texto de Fra...

Seiva

/ 1587 leituras
Íntima ternura água florida. Texto de Francisco Duarte M...

Dezembro

/ 760 leituras
Cão velho deitado no primeiro sol brilha felicidade no pe...

Abóbora-menina

/ 1899 leituras
Filha adotiva do hortelão. Texto de Francisco Duarte ...

Cerejeira

/ 2299 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Nabo

/ 1580 leituras
Tubérculo celibatário cultiva os prazeres do estômago. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Manjerico

/ 2834 leituras
Luminoso nome, cheira a madrugada. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Castanheiro

/ 1239 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas

Maio

/ 2371 leituras
A paixão das rãs incendeia a tarde. Texto de Francisc...