Castanheiro

/ 690 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas

Jasmim

/ 1144 leituras
Pronome pessoal bem cheiroso. Texto de Francisco Duar...

Arado

/ 562 leituras
Instrumento arcaico de escrita na terra. Texto de Fr...

Manjerico

/ 2385 leituras
Luminoso nome, cheira a madrugada. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Maio

/ 1791 leituras
A paixão das rãs incendeia a tarde. Texto de Francisc...

Deservagem

/ 445 leituras
Daninha forma de extermínio Texto e ilustração de Fr...

Ervado

/ 770 leituras
Jardim por barbear. Texto de Francisco Duarte Mangas ...

Semente

/ 1109 leituras
Será a chuva a semente dos rios? Texto de Francisco Duart...

Boi

/ 603 leituras
Paciente animal rumina a paisagem devagar. Texto de...

Malmequer

/ 1256 leituras
Sol de penas brancas Texto de Francisco Duarte Mangas e i...

Erva

/ 901 leituras
Um vocábulo verde, muito verde, no meio do inverno Te...

Seiva

/ 1191 leituras
Íntima ternura água florida. Texto de Francisco Duarte M...

Urtigas

/ 974 leituras
Para esta viçosa planta em parte alguma existe mão amiga. ...

Oliveira

/ 1291 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro

Tangerineira

/ 510 leituras
Texto e ilustração de Francisco Duarte Mangas