Ponta do Sol

/ 106 leituras
Que raio, último e primeiro, ou raça de luz sem fim que derrama na terra derradeira, por quanto o dia demora. Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da ...

Serra de Montesinho

/ 149 leituras
Montanha de janelas amplas defronte aos afloramentos da esteva, mosaico de mel na terra escura e só mais noutro debruço na cor da urze, porque não podem ter noite todas as cores ampla...

Novelas

/ 149 leituras
Algumas são enredos em novelos literários para desembaraçar devagar. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive em Paredes...

Chaves

/ 136 leituras
Cerram e abrem histórias sem acaso. Destravam línguas de fechaduras. Resguardam as fronteiras da luz interior, da explosão das ruas. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natu...

Altura

/ 188 leituras
Medida dos terraços do olhar ao chão das águas do mar. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive em Paredes. Com formação ini...

Souto

/ 193 leituras
Passagem de velhos patriarcas na paisagem de Inverno, clareira de sombras altas de Outubro, fruto castanho em ninho eriçado de coração triplo. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962)...

Vila Nova de Foz Côa

/ 189 leituras
Estuário do tempo com troar de silêncios de gravura. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive em Paredes. Com formação inici...

Outeiro

/ 259 leituras
O tempo à espera do tempo curvo na alvenaria do tempo, à espera  que o planalto desponte do outro lado do cabeço ou morro. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendi...

Viadores

/ 347 leituras
(em dois quadros) Na vidraça há alguém à chuva na estrada. Na vidraça há só chuva e frio na estrada. (Calma, é só a deslocação do ponto de observação ou de alguém ao frio na estrada). Texto de Óscar Possacos e ilustração de Alexandre Morais.

Serra de Bornes

/ 380 leituras
Entre matéria e antimatéria o desfibrilhar da vida. Texto de Óscar Possacos e ilustração de Alexandre Morais. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, ...

Seixo

/ 337 leituras
Essa forma pétrea no rolar plástico dos lugares. Texto de Óscar Possacos e ilustração de Alexandre Morais. SOBRE O POETA: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alf...

Rio Ovelha

/ 393 leituras
Rês tresmalhada da sede. Texto de Óscar Possacos e ilustração de Alexandre Morais SOBRE O AUTOR: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive...

Gralhas

/ 354 leituras
Quando aves, em terrenos de duas folhas no voo ou em pousio ou na lavragem das páginas. SOBRE O AUTOR: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por or...

Rio Homem

/ 293 leituras
É. (entidade em nome próprio) SOBRE O AUTOR: Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive em Paredes. Com formação inicial em arquitetura exe...

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Rui Rio (1957)

“Sabe quanto ganha um professor em topo de carreira?”, perguntou a um jornalista, para responder logo de seguida: “À roda de três mil euros por mês.”

Rua da Estrada de tudo que aparece

“TEM-se empregado a photographia para representar tudo o que existe sob o sol que nos ilumina (…): ela é maravilhosa na traducção dos aspectos da terra, do mar e do ceu; ella propaga as obras do genio, ou sejam em marmore ou em pintura ou sejam esses maravilhosos monumentos edificados pelos ousados architectos de remotas eras. Ella é o auxilio do commerciante que anuncia os seus produtos; vem em socorro do astronomo para a representação dos astros; fórça a electricidade a escrever, e isto tudo de tal modo que até agora nada se lhe pôde comparar.” É tal qual. Juntando a fotografia e a Rua da...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 686 leituras
Adão tinha mau hálito?