Zilda Cardoso

/ 1728 leituras
Desejaria saber comunicar o que descobri. Há várias horas que caminho nesta beira-mar, meditando, em busca de respostas importantes. → 12. Qualquer experiência humana é radical – li a...

Pedro Guilherme-Moreira (1969)

/ 769 leituras
Epá, que livrão me chegou hoje às mãos. Quando comecei a folhear ou corri ao índice, nem queria acreditar. Aquilo que eu encontrara em notas densas de edições anotadas da Recherche - e em fr...

Rui Manuel Amaral (1973)

/ 908 leituras
Quando o Manuel Resende regressou a Portugal, depois de longos anos emigrado em Bruxelas, instalou-se numa casa nos arredores de Santarém. → 21. Um dos contos mais famosos de Virgilio...

José Rui Teixeira (1974)

/ 260 leituras
Apontamento diarístico no meu moleskine, no passado Domingo de Ramos, no Café New York, em Budapeste:

Anabela Borges (1970)

/ 1556 leituras
Hoje a aula de Português foi um imenso feliz alarido. O motivo? Introdução ao estudo do texto poético. Começámos com uma leitura expressiva do conto “Raízes”, de Mia Couto. → 25...

Manuel Vitorino

/ 1034 leituras
“O Porto tem uma atmosfera muito especial. Ainda não perdeu a sua identidade. Ainda vejo lojas tradicionais, bairros antigos e gente boa”, dizia-me, há dias, um amigo italiano, de Turim que,...

José António Gomes (1957)

/ 1371 leituras
Livros, autores, livrarias – as muitas que fecham e as poucas que abrem. Receita em onze passos (a evitar) para fechar livrarias. Tributos merecidos, exposições a não perder, alguma música e...

Gustavo Carona (1980)

/ 1532 leituras
"1001 cartas para Mosul". Esperança é o pão da alma. A compra deste livro reverte para os Médicos Sem Fronteiras e para a Plataforma de Apoio aos Refugiados. → 18. A carga emotiva é tão...

Sandra Nobre (1972)

/ 1123 leituras
Deixei Büke a ler no Cafe Zoo e caminhei até à margem do Mar de Mármara atravessando bairros residenciais tranquilos, feitos de prédios elegantes, com janelas largas e vistas que imaginei be...

Regina Gouveia (1945)

/ 395 leituras
A bursite trocantérica, que me serve de companhia (má companhia, é óbvio) há cerca de 2 meses e me tem obrigado a fazer uma panóplia de tratamentos (infiltrações, fisioterapia, eletroterapia...

Gracinda Ramos

/ 1037 leituras
As manhãs eram frescas por aquelas bandas, mas nada que assustasse uma motociclista equipada, por isso o meu ambiente de pequeno almoço era inspirador para fazer planos de viagem, no pátio d...

Alexandra Malheiro (1972)

/ 605 leituras
Cruzei-me hoje com este guarda-chuva, a secar. Não sei a quem pertence mas não pude deixar de o fotografar e, mais ainda, deixar de me imaginar sob o seu agasalho. → 3. Eu sei, estima...

Paulo Moreira Lopes (1967)

/ 1467 leituras
Este também o vi aparecer. Com tantos médicos e enfermeiros por perto, será que irão sarar a ferida? Desconfio que sejam os próprios médicos e enfermeiros (profissionais e estudantes) a abri...

Helder Pacheco (1937)

/ 974 leituras
Aí por 1980, num seminário sobre Património, no Funchal, expus o significado social que caracterizava as ilhas e bairros operários do Porto. Defendi que o projecto SAAL, que pretendia reabil...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

É UMA solução que vinha sendo exigida pelas necessidades atuais e pelo facto de as duas cidades conviverem quase como uma. Temos um centro histórico, não temos dois. Não precisamos de pedir nada ao senhor ministro das Infraestruturas e também não precisamos do Ministério da Cultura.

Rua da Estrada Multicolor

NÃO falta por aí a expressão floresta verde. Nos sistemas complexos – nos outros também – a redundância faz sempre falta no caso de falhar alguma coisa no algoritmo, como agora se diz. As florestas são verdes por caprichos que a clorofila teima em manter. A floresta negra deve ser uma floresta muito escura. Muitos chamaram a Heidegger o filósofo da floresta negra; o homem era muito virado para a angústia, para o nada, para a inquietação do ser e outras místicas do género. Não sabemos se via duendes ou lobos-maus, mas não se interessava nada pela indústria madeireira; tal como a floresta, parec...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 89 leituras
Burro velho é asno para que idade?