Exposição – II Edição Arte Postal na livraria.velhotes

/ 234 leituras
De 10 a 31 de julho de 2018, 2ª–6ª : 09:30 - 13:00 e 14:30 - 19:00 sábado: 10:00 – 13:00, na livraria.velhotes, sito na rua Gil Eanes, 21, 4400-165 Vila Nova de Gaia, t 223 755 226 | f 223 ...

Lista dos artistas da II Edição de Arte Postal

/ 685 leituras
NO dia 30 de setembro de 2017, publicamos a convocatória da II Edição de Arte Postal do Correio do Porto, com a data limite de 31 de dezembro. Recebemos, durante os meses de Setembro de 2...

My river by Oronzo Liuzzi

/ 123 leituras
Oronzo Liuzzi vive em Corato, Itália

My river by Pedro Bericat

/ 119 leituras
Pedro Bericat, vive em Saragoça, Espanha

My river by Karen Wood

/ 97 leituras
Karen Wood vive em Big Bear Lake, Califórnia, Estados Unidos da América http://www.artsparx.com/kwood.asp

My river by Heike Sackmann

/ 99 leituras
Heike Sackmann vive em Winnenden, Alemanha. http://www.heike-sackmann.de/

My river by Poul Poclage

/ 92 leituras
Poul Poclage vive em Guldborg, Dinamarca http://poulpoclagediary.blogspot.com/

My river by Barbara Barcam

/ 93 leituras
Barbara Barcam vive em Novara, Itália.

My river by Uwe Kleine

/ 109 leituras
Uwe Kleine vive em Schweinfurt, Alemanha.

My river by Rupert Loydell

/ 118 leituras
Rupert Loydell vive em Cornwall, Inglaterra

My river by Daniel de Cullá

/ 113 leituras
DANIEL de Cullá nasceu a caminho de Madrid, em Segovia, Espanha. O gosto precoce pelas viagens talvez justifique o facto de já ter vivido em várias cidades nacionais e estrangeiras. Cada uma...

O meu rio por Carica

/ 106 leituras
Carica vive em Laxe, Galiza, Espanha

My river by Horváth Piroska (II)

/ 111 leituras
Horváth Piroska vivem em Ried im Innkreis www.horvathpiroska.com

My river by Horváth Piroska (I)

/ 116 leituras
Horváth Piroska vivem em Ried im Innkreis www.horvathpiroska.com

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

NÃO escondo que me desgosta que o país não tenha mais meios do que aqueles que aloca ao combate a este flagelo [tráfico de droga]. Desgosta-me, posso protestar indignado, mas não pode a câmara fazer nada mais do que já faz.

Rua da Estrada da estrada

AS estradas que vão pelas cotas altas das encostas têm larguezas de vistas que nem se imagina. Sigam-se as instruções: onde aparecerem placas a dizer Estrada, certifique-se que essas larguezas de vistas estão mesmo lá; de seguida, procure-se um local bom para paragem (dantes havia uns sinais muito lindos com a silhueta das camionetas da carreira) e pare-se olhando a encosta da outra banda. Chegou o momento da contemplação. Use-se um bom produto para clarear o humor vítreo, a córnea, a pupila e o resto da tralha de ver, e mantenham-se as pálpebras bem abertas. Pode fotografar, desenhar ou or...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 437 leituras
Quantas freguesias tem uma câmara de ar?