Criança(s)

/ 402 leituras
3. Aberta, discreta ou desatenta é como o poeta: não men...

Trevo

/ 382 leituras
Trevo de quatro folhas, sorte a dos olhos de vê-los, assim...

Ave(s)

/ 411 leituras
3. As aves habitam nos beiras como príncipes destronados....

Coração

/ 445 leituras
Uma nascente de água salgada, o coração. Por João Manue...

Melro

/ 665 leituras
Monge solitário

Estrelas

/ 573 leituras
3. As estrelas nascem debaixo das rodas de aço. Por Pap...

Cereja

/ 505 leituras
2. rubra palavra, sinónimo mais doce de Maio. Francisco ...

Mãe

/ 401 leituras
Primeira palavra a ordenar o mundo Por isso mar lhe chamam...

Joelho(s)

/ 474 leituras
plantei os joelhos como uma enxada abandonada no chão Por...

Domingo

/ 398 leituras
1. Ao domingo, o cansaço não tem nome. É por isso o dia mai...

Deriva

/ 389 leituras
a deriva é um percurso para ancorar os dias Por João Manu...

Homem(ns)

/ 747 leituras
11. animal que aprendeu a marcha bípede e, depois, a condu...

Caça

/ 70 leituras
Já abateram todas as aves de espanto Francisco Duarte Ma...

Cisne

/ 410 leituras
Seria mais autêntico escrever cisne com S. Por Francisco...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Jorge Nuno Pinto da Costa (1937)

PARA o FC Porto, terminar imediatamente o campeonato até podia ser positivo, tanto ao nível desportivo como financeiro.

Rua da Estrada da Paragem

Texto e foto de Álvaro Domingues

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 999 leituras
Os papalvos são alvos?