Telemóvel

/ 163 leituras
violador portátil do íntimo silêncio. Francisco Duarte Ma...

Romã

/ 285 leituras
Nas romãs eu amo o repouso no coração do lume. Eugénio d...

Pureza

/ 237 leituras
A pureza é filha da nudez. Francisco Duarte Mangas in A f...

Veado

/ 563 leituras
Pequena árvore andante. Por Francisco Duarte Mangas, in O...

Eucalipto

/ 648 leituras
Pergunta a um eucalipto a idade. Ele dir-te-á: Abraça-me! ...

Simpósio

/ 502 leituras
Ramo onde o pássaro do sim pousa e faz ninho. &n...

E

/ 619 leituras
O E tinha a certeza de ser. Pelo menos dizia que sim. Porém,...

Sobreiro

/ 560 leituras
A árvore triste a que arrancam a pele em vida. Por Raul B...

Clave de Sol

/ 545 leituras
Armazém insondável, algures no meio das nuvens, onde o sol d...

Tamboril

/ 450 leituras
Peixe percutivo.   Por João Pedro Mésseder, in El...

Lençol freático

/ 571 leituras
Local onde as rãs dormem, longe da luz, longe dos lírios da ...

Narciso

/ 630 leituras
Aquele em cujo rosto se reflecte a ondulante vaidade d...

Tília

/ 270 leituras
Dentro da tília dorme um coração frágil., diz o enxertador. ...

Filho(s)

/ 761 leituras
1. O filho é o carrossel à volta da mãe Por Daniel Far...

Infância

/ 698 leituras
4. A infância, deixemos a infância, matéria de aluvião, se...