Pelo Joãozinho!

/ 304 leituras
Senhoras e senhores jornalistas Permitam que em nome de “Pelo Joãozinho”, movimento cívico informal que enquadra a acção de recolha de assinaturas para um apoio à construção da nova ala p...

Mais vale parecê-lo, que sê-lo

/ 119 leituras
HÁ quase 100 anos, William Tait, no seu livro “The Birds of Portugal” (Londres, 1924), chamava à atenção para a importância ecológica do Estuário do Douro e para os atentados, então ali come...

Em foco

/ 430 leituras
DIZ que na Avenida da Boavista, ali justo antes da Via de Cintura passar por baixo dela, se vai transformar um prédio de escritórios num prédio de escritórios por dentro e, por fora, num dis...

Contra as obras no centro de Santo Tirso

/ 558 leituras
UMA petição com 1.136 assinaturas contra obras previstas pela Câmara de Santo Tirso para duas praças da cidade foi entregue na terça-feira, à noite, aos responsáveis autárquicos, informou ho...

Um dia a grua vem abaixo!

/ 489 leituras
Ex.mos Senhores Vimos dar conhecimento da existência de uma grua sita na Rua Pádua Correia, em Vila Nova de Gaia, com manifesta e evidente falta de manutenção após o abandono da obra. ...

Contra projeto na Foz Velha

/ 580 leituras
ASSEMBLEIA de Freguesia aprovou moção para travar construções com 16 mil m2 em zona protegida. Autarquia diz que não pode rejeitar projeto.

Contra empresa de transportes em zona habitacional de Valongo

/ 500 leituras
A POSSIBILIDADE de instalação de uma plataforma logística de uma empresa de transportes de mercadorias numa zona habitacional de Valongo está a gerar indignação na população. Cerca de 300...

Presidente da Câmara de Gaia fez publicidade institucional proibida

/ 598 leituras
EM 6 de agosto último, denunciamos à CNE o conteúdo de um post de Renato Soeiro relativo à eventual violação do regime jurídico da cobertura jornalística em período eleitoral e da propaganda...

Tribunal da Relação do Porto contra alojamento local nos condomínios

/ 1102 leituras
O TRIBUNAL da Relação do Porto acaba de trocar as voltas a quem pensava que o recente acórdão do Supremo Tribunal de Justiça teria grande influência sobre as sentenças de tribunais inferiore...

Contra fecho de balcão da CGD em Campo – Valongo

/ 508 leituras
A CÂMARA de Valongo aprovou, esta quinta-feira, uma moção que traduz a preocupação de várias forças partidárias face ao encerramento de um balcão da Caixa Geral de Depósitos localizado em Ca...

Contra a privatização das ruas

/ 590 leituras
MORADORES e comerciantes da zona do Bonfim queixam-se da "privatização do espaço público". Os moradores e os comerciantes do Bonfim, no Porto, estão contra a proliferação de parcómetros na ...

Pelo fim do efeito tampão na VCI sobre o trânsito vindo do sul

/ 942 leituras
EX.MO Senhor Comandante da Divisão de Trânsito da PSP PORTO (prtdt@psp.pt) PAULO MOREIRA LOPES, advogado (cédula profissional 5374p) e editor da revista digital Correio do Porto, vem expo...

O MUPI tapa peões

/ 734 leituras
JÁ vimos um passeio para o MUPI. Desta vez temos um MUPI tapa peões. Neste local é frequente os condutores serem surpreendidos com a passagem de peões e terem de interromper a marcha de f...

Não Deixamos Cair o Alexandre!

/ 879 leituras
A ESCOLA Secundária Alexandre Herculano é uma referência histórica da cidade do Porto. Construído em 1906 com um projeto do arquitecto Marques da Silva, o magnífico edifício onde está instal...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

COMO sempre disse, a Câmara Municipal do Porto, seja qual for a situação, defende sempre - enquanto eu for presidente - os seus interesses, defende sempre o interesse dos seus munícipes e, portanto, fez aquilo que devia fazer.

Rua da Estrada de Luanda

NÃO é só Luanda que está caótica. Caótico está o próprio conceito de cidade na versão habitual de andar por casa pensando que as cidades são os centros históricos da velha Europa, uns prédios apinhados, e umas auto-estradas, centros comerciais…, além extensos subúrbios, e pronto. Na África havia aquela ideia de que a cidade era a cidade colonial com suas avenidas e jardins limpinhos, casas lindas e prédios tropicalmente modernos. O resto era o caniço, o musseque, os indígenas e os seus outros mundos. A ordem e a desordem urbana faziam-se com este dualismo entre supostos civilizados e indíge...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 660 leituras
Os patos marrecos já nascem assim?