Os livros de João Pedro Mésseder

/ 1923 leituras
Entrevista ao jornal i em outubro de 2014

Os livros são perigosos

/ 450 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas

Na Água do Tempo de Luísa Dacosta

/ 96 leituras
TERMINEI a leitura do livro "Na Água do Tempo", de Luísa Dac...

A Morte do Dali de Francisco Duarte Mangas

/ 72 leituras
Crítica de Dóris Graça Dias

Com o morto às costas

/ 98 leituras
Texto de Francisco Duarte Mangas e foto de Hernâni Pereira

Quando isto um dia passar por João Pedro Mésseder

/ 500 leituras
Quando isto um dia passar – se passar – havemos de esquece...

A árvore de pé descalço

/ 1569 leituras
TRONCO dobrado sob o molho da carqueja, Palmira de Sousa foi, durante quase meio século, a fantástica figuração de uma árvore de pé descalço a caminhar no Porto, fustigada pela mais inclemente exploração.

A pesada noite de Dezembro por Nuno Rocha Morais

/ 238 leituras
Na margem da avenida, uma mulher / Espera que o sinal mude. / Há-de esperar muito, muito tempo, / Por essa espécie de anunciação verde. / Ao colo traz uma criança que dorme.

Um abade de “ Santo Ildefonso”

/ 265 leituras
DURANTE o verão, estive na casa de praia. Nas horas de lazer...

João Carecho, 24 anos

/ 206 leituras
ATÉ ao dia em que rumou ao Porto para ingressar no curso de ...

Júlio Souza, 29 anos

/ 257 leituras
NASCIDO em 1990, em São Paulo, no Brasil, Júlio Souza aterro...

Rita Pasion, 28 anos

/ 211 leituras
“FASCINAMO-NOS frequentemente com o universo e tudo o que o ...

Ricardo Brandão, 18 anos

/ 198 leituras
ATÉ ao passado dia 9 de setembro, Ricardo Brandão era “apena...

Fátima Carvalho, 45 anos

/ 182 leituras
FÁTIMA Cravalho, investigadora do Centro Interdisciplinar de...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Jorge Nuno Pinto da Costa (1937)

PARA o FC Porto, terminar imediatamente o campeonato até podia ser positivo, tanto ao nível desportivo como financeiro.

Rua da Estrada da Paragem

Texto e foto de Álvaro Domingues

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 672 leituras
As árvores de Natal já nascem iluminadas?