COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo No Reino Enca...

No Reino Encantado de Tremembé

No Reino Encantado de Tremembé

0
271

O REINO Encantado de Tremembé tem um castelo. Tem também uma floresta. No castelo mora um rei, uma rainha e suas duas filhas, as meninas princesas. Uma das princesas tem os olhos cor de mel. A outra, olhos cor de chocolate. Tem também uma cadela, a Condessa de Quiririm. Ela cuida da segurança. Avisa quando surge algum perigo ou intruso.

Nesse reino, a vovó das altezas sabe controlar as vassouras das bruxas. Por isso, no céu de Tremembé, bruxas não voam jamais. E o vovô aprendeu com Esopo, Fedro, La Fontaine e Monteiro Lobato a língua dos animais.

Na floresta tem um Ingazeiro e um lago. Na floresta mora um sapo. No lago mora um peixe dourado. O Ingazeiro fica perto do lago.

Dizem que a menina do nariz arrebitadinho, quando alimentava os peixes do lago, conheceu o príncipe que virou rei. Essa menina virou princesa e depois rainha. Mas, o Ingazeiro, o príncipe e a menina que virou rainha é outra história. O príncipe e a princesa, que viraram reis, se multiplicaram nas duas princesinhas. O Ingazeiro é testemunha do amor dos pais de suas altezas princesinhas.

Em dias de calor o sapo toma banho no lago. O sapo também fica à beira d’água. O coaxar do sapo muitas vezes faz o peixe vir conversar. Os dois passam horas em altos papos sobre os passeios das princesas pela floresta, das brincadeiras de pique-esconde, de como elas gostam de alimentar os peixes no lago e, também, da festa de Natal no castelo.

No Natal suas altezas abrem as portas do castelo para uma grande festa. Muitas crianças passam horas desfrutando das histórias, das fábulas e da vida de alegria no Reino Encantado de Tremembé. Nesse dia, tem muita comida, muita bebida e muita paz.

Esse ano, o peixe dourado acredita que receberá a comenda de Visconde de Tremembé. Os raios de sol difusos na água farão reluzir a medalha. Ela será vista por todo o cardume.

O sapo todo arrumado, usando fraque e cartola, tem certeza: o Natal será seu dia de sorte. Ele ainda não sabe se é um príncipe encantado, que precisa de um beijo, ou se, na verdade, é apenas um simples batráquio. Seja como for, quer receber o título de Barão de Taubaté.

Desculpem! Estou atrasado para a festa de Natal. Tenho de pegar meu trenó. Não posso esquecer o saco de brinquedos!

Mas, antes saiba que o Reino Encantado de Tremembé está em qualquer pessoa. Está em mim, em você e em qualquer um que ame a fantasia e goste de ler. Por isso, admiro aqueles que sonham o impossível.

Pena que para tão longa vida, tão curta infância!

Hô! Hô! Hô!Hô!

Por Protasio Ferreira e Castro, escrito no final do ano de 2016 para a época de Natal e dedicado às netas, Leticia e Paulina, que vivem na Alemanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here