COMPARTILHAR

Poesia

Poesia

0
804

1.

A essa erva
outra se seguirá nem que seja
a mais daninha das ervas
– a poesia

Por Jorge Sousa Braga, in O novíssimo testamento e outros poemas, Assírio & Alvim, página 46.

2.

Ilha desabitada e inatingível,
cercada de náufragos
por todos os lados.

Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, página 48.

3.

Na mínima coisa que sou, pôde a poesia ser hábito.

Por Jorge de Sena, verso do poema Os trabalhos e os dias, in Coroa da Terra (1946), obra dedicada à cidade do Porto e ao poeta Ribeiro Couto e A BULA de Fevereiro de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here