COMPARTILHAR
Inicio Dicioporto Agapantos

Agapantos

Agapantos

0
1176

1.
Quem desde a avenida até à
praia nos canteiros entre os

prédios nos recantos mais
sombrios do meu cérebro

por todo o lado explodem
os agapantos   É como se fosse

um fogo-de-artifício rente
ao chão como se inteiros

os dias te explodissem na mão

Por Jorge Sousa Braga, in O novíssimo testamento e outros poemas, Assírio & Alvim, página 40.

2.
Evita a noite
em excesso os agapantos
endoidecem-se com a lua.

Por Daniel Maia-Pinto Rodrigues, in Ao Porto, Colectânea de Poesia sobre o Porto, organização de Adosinda Providência Torgal e Madalena Torgal Ferreira, Publicações Dom Quixote, 2001, página 154.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here