Artigos na categoria Letra F

1. Sistema político semiobscuro: o sol quando nascia não era para todos.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviár...

Eterna viúva condenada a trabalhos forçados.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Sete...

Furão é palavra bravia.   Por Francisco Duarte Mangas, in A casa dos caçadores, hidra editores, 2007, página 21.

Local onde os trovadores medievais esperavam a amada.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial ...

1. Interjeição dita pelos rios quando, finalmente, caem nos braços do mar.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Brevi...

O frio amola a água cortante das nascentes.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Cami...

A tua fala é um gume leal.   António de Sousa, in Ao Porto, Colectânea de Poesia sobre o Porto, organização de Adosinda Providência Torgal ...

que alteavam a sequiosa fogueira ao desligar das luzes dos bailes   Por João Rios, Aprendizagem Balnear, Cadernos do Grito, página Contra ...

Doença infantil da literatura.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro ...

Metrópole de celerados.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006...

Marca de revólveres.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, p...

Cidade onde cada habitante nasce com uma minúscula raiz de lírio no coração.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali segu...

Capital, eterna, da música barroca.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, jan...

1. O filho é o carrossel à volta da mãe   Por Daniel Faria, in Poesia, Edições Quasi, Novembro de 2003, página 123.   2. S...

Vai no Batalha

FECHAMOS o ano a cerca de 12 milhões de euros da linha de água. Com o ritmo que temos, que é um ritmo de cerca de 25 milhões de redução por ano, vamos fechar o primeiro semestre no verde. Isso é particularmente importante porque vai-nos retirar as consequências de estar no vermelho.

Rua da Estrada

136 Leituras
AINDA era esta uma estrada real de empedrado escasso e incerto, ia eu com Dinis cavalgando lado a lado e ouvindo suas desventuras com certa dama. Dizi...

Enigmatógrafo

136 Leituras
Por que é que quando alguém diz santinho se responde atchim?