Fósforo

/ 85 leituras
O fósforo risca a claridade. Por Francisco Duarte Mangas in Jacarandá, Teodolito, 2015, página 105  

F

/ 247 leituras
O F sentia-se leve como um ramo, capaz de baloiçar ao vento e pronto a arrancar a raiz única que o prendia à linha da terra. Apesar da sua aparência frágil era uma verdadeira fera quando des...

Família

/ 325 leituras
A família é um buraco absurdo sobre a casa - uma gruta sem acesso - Por Daniel Faria, in Poesia, Homens que são como lugares mal situados, Edições Quasi, 1.ª edição, Novembro de 2003, pá...

Filho(s)

/ 421 leituras
1. O filho é o carrossel à volta da mãe Por Daniel Faria, in Poesia, Homens que são como lugares mal situados, Edições Quasi, 1.ª edição, Novembro de 2003, página 123. 2. Sons da...

Ferida

/ 292 leituras
A palavra ferida guarda na sua crosta um trambolhão. Por João Manuel Ribeiro in Palavras-chave, Trinta Por Uma linha, março de 2017, Porto.

Fascismo

/ 457 leituras
1. Sistema político semiobscuro: o sol quando nascia não era para todos.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviário do Sol, Editorial Caminho, Janeiro de...

Formiga

/ 269 leituras
Eterna viúva condenada a trabalhos forçados.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 28.

Furão

/ 327 leituras
Furão é palavra bravia.   Por Francisco Duarte Mangas, in A casa dos caçadores, hidra editores, 2007, página 21.

Fonte

/ 273 leituras
Local onde os trovadores medievais esperavam a amada.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 59.

Foz

/ 269 leituras
1. Interjeição dita pelos rios quando, finalmente, caem nos braços do mar.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, p...

Frio

/ 269 leituras
O frio amola a água cortante das nascentes.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 22.

Fala

/ 291 leituras
A tua fala é um gume leal.   António de Sousa, in Ao Porto, Colectânea de Poesia sobre o Porto, organização de Adosinda Providência Torgal e Madalena Torgal Ferreira, Publicações ...

Fogueira

/ 291 leituras
que alteavam a sequiosa fogueira ao desligar das luzes dos bailes   Por João Rios, Aprendizagem Balnear, Cadernos do Grito, página Contra o egoísmo dos mais velhos.

Fantástico

/ 294 leituras
Doença infantil da literatura.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, página 34.

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

NÃO preciso de citar ninguém para dizer que esse comentário [de eleitoralismo] ilustra bem a visão populista de quem esteve distraído por ocasião da conferência de imprensa que demos em Gaia ou por ocasião da cimeira de Sintra.

Rua da Estrada do cada um por si

O PRINCÍPIO ideológico que regula a selva global do capitalismo está a reduzir a fanicos o pouco do solidário que a sociedade tinha: cada um por si, portanto. Não há contos de crianças. Há folhas de cálculo, discursos cinzentos em economês, correctíssimos, e conversas blindadas sobre o efeito da subida de uma taxa nos santos espíritos das hormonas da outra, sobre a sustentabilidade seja lá do que for e assim por diante de palavras feitas de ração granulada e chumbo derretido. Os lugares do Estado e da Política foram tomados de assalto pela ceifeira-debulhadora-enfardadeira da máquina do dinhei...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 356 leituras
Que eu é aquele que te olha ao espelho?