C

Os que nascem de cu virado para a lua diziam que o C mentia porque, em lugar de crescer, minguava. Então o C fez um pacto com o S e passou a mentir antes dos E e dos I. Mentir por mentir, ma...

Chuva

1. Pranto copioso (às vezes a tristeza parece infinda). Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 57. 2. A bem dize...

Chão

O que sei da palavra chão é a altura da raiz da árvore. Por João Manuel Ribeiro in Palavras-chave, Trinta Por Uma linha, março de 2017, Porto.

Cão labrador

Cão que se dedica à lavoura. Por Paulo Moreira Lopes in Cão Noturno perseguido por Glossário Canino, com ilustração de Rui Sousa, Euedito, página 18.

Cão de guarda

Cão de soldado da GNR. Por Paulo Moreira Lopes in Cão Noturno perseguido por Glossário Canino, com ilustração de Rui Sousa, Euedito, página 16.

Cão de água

1. Raça em extinção, mostra o seu contentamento sacudindo o pêlo. Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas in Breviário da água, Editorial Caminho, 2004, página 56. 2. C...

Cão noturno

Cão que só aparece à noite. in Cão Noturno perseguido por Glossário Canino, escreveu Paulo Moreira Lopes, ilustrou Rui Sousa, Euedito, página 18.

Céu

1. sempre acreditei que o Céu também tem o seu diabo. Por Antero de Alda, in a reserva de Mallarmé, Galápagos Fábrica de Poesia, 2013, página 18. 2. Haverá em certos dias outro ...

Cabra

1. Nos teus olhos nasce o sol, cabrinha mansa.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 13. &nbs...

Cágado

Animal rigoroso com a língua, quando escreve o nome nunca esquece o acento.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembr...

Camaleão

Vaidoso, muda de roupa vezes sem conta num só dia!   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 14.

Camelo

1. Dunas ambulantes com muita água dentro.   Este animal é uma miragem.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, ...

Canguru

Até os filhos guarda na bolsa, receoso bicho.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 15.

Caranguejo

Caminhante distraído. No passado fica o seu destino.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 16.

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

E peço-lhe desculpa se o refiro desta forma tão crua. Diz a senhora presidente que a delegação do Porto não tinha competências técnicas e, por isso, não se justificava a manutenção. De facto, Senhor Ministro, há muitos anos que os intermediários financeiros se queixavam que para qualquer assunto se viam obrigados a deslocarem-se à sede da CMVM em Lisboa. Exatamente p...

Rua da Estrada romana

UM soldado romano e uma estrada é uma daquelas parelhas que não causa qualquer surpresa. É como um semáforo ou uma placa de sinalização de trânsito ou um polícia sinaleiro se fosse cruzamento e se os tempos e circunstâncias fossem diferentes. Não teria havido império se não houvesse uma rede de estradas que chegasse a todas as terras dos bárbaros, sistema de circulação por onde se drenavam riquezas e impostos para Roma, por onde se movimentavam as legiões, a lei e o latim – uma barbaridade de dispositivos técnicos, legais, linguísticos, bélicos, logísticos, simbólicos… para manter um poder ass...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

Piano não deveria ter letras pretas, letras brancas, para teclar?

Errata

Na campanha do perfume CR7, onde se lê “Dê o seu melhor de si”, deve ler-se “Dê-me o seu melhor de si”, por PML