190
1
COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo “Desarmadilha...

“Desarmadilha” de Sidneia Simões é poesia para partilhar

“Desarmadilha” de Sidneia Simões é poesia para partilhar

1
190

UM livro para folhear e desfolhar, com páginas para que o leitor também se expresse.  A proposta é compartilhar espaço, poemas, afetos, esclarece a autora de “Desarmadilha”, Sidneia Simões. Inspirado nos postais poéticos “O Grito” e com produção independente, o livro tem ilustrações de Rômulo Garcias e design gráfico de Laudeir Borges. São 112 páginas, mais 20 folhas duplas, com postais para serem destacados e distribuídos pelo leitor. A produção gráfica inova ao integrar, em um só objeto, o formato tradicional do livro com a desenvoltura dos cartões-postais. O lançamento será no próximo dia 26 de fevereiro de 2019, às 19h30, no foyer do Sesc Palladium – avenida Augusto de Lima, 420, Centro de Belo Horizonte. O livro será vendido por R$ 30,00.

Este é o primeiro livro de Sidneia Simões, que é também professora, jornalista e atriz, tendo atuado na Prefeitura de Belo Horizonte e no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. As poesias revelam as emoções experimentadas pela própria autora nas voltas que a vida dá entre o êxtase e o desencanto, temperadas com alegria, tristeza, esperança, medo, dúvida, fé. “Os 53 poemas foram criados em um momento de rupturas e transformações”, diz a autora. Por isso, o nome “Desarmadilha”, um neologismo, a evidenciar, pela arte, essa busca de superação. Coincidentemente – ou não! – são 53 poesias, a mesma idade da autora ao concluir a obra.

Como descreve, no prefácio, o doutor em Educação e professor da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), Hércules Tolêdo Corrêa, “uma das definições de poesia diz que esta é a arte de dizer o máximo com o mínimo de palavras. Acredito que seja essa a concepção subjacente ao fazer poético de Sidneia Simões. Muitos são poemas curtos, de menos de uma página. Os versos são mais curtos ainda, com poucas palavras, deixando uma enorme margem direita a ser preenchida pelo leitor, coautor do texto”. Ele diz que o livro pode ser lido rapidamente, mas adverte que é melhor lê-lo bem devagar e sorvê-lo. Mas depois ele se rende ao fato de que o leitor deve fazer o que achar melhor, uma vez que “a poesia escrita já não é do poeta”.

“O Grito”, postais poéticos

Alguns dos poemas do livro já foram publicados nas páginas de “O Grito” nas redes sociais (facebook/ColetivoOGrito, instagram/OGrito_postaispoéticos e blog). Aliás, o livro vem com a logomarca de “O Grito”, já dando sinais do possível nascimento de uma editora. Inspirado em Otto e Elise Hampel, casal alemão que usava postais para denunciar o nazismo, o coletivo “O Grito” decidiu utilizar o mesmo recurso para disseminar suas produções literárias.

Performance

No lançamento do livro, haverá uma performance teatral da autora, criada a partir dos poemas, seguida de autógrafos. Como atriz, Sidneia Simões participou de mais de dez espetáculos, tendo sido indicada a vários prêmios. Mais informações pelo telefone (31) 99206 2958 ou pelo e-mail sidneiasimoes@yahoo.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here