529
0
COMPARTILHAR

Ódio

Ódio

0
529

1.

o ódio esconde-se nas franjas do amor…

 

Por Antero de Alda, in a reserva de Mallarmé, Galápagos Fábrica de Poesia, 2013, página 12.

 

2.

Ódio

velho não cansa.

 

Por Egito Gonçalves, in Ao Porto, Colectânea de Poesia sobre o Porto, organização de Adosinda Providência Torgal e Madalena Torgal Ferreira, Publicações Dom Quixote, 2001, página 97.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorInferno
Próximo artigoSul

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here