Porto visto por Vittorio Bianco

/ 612 leituras
VITTORIO Bianco é um fotógrafo napolitano atento às possibilidades criativas e expressivas da linguagem fotográfica aplicadas ao lugar onde vive. Conheceu o Porto e Vila Nova de Gaia no âmbi...

tenHo Um amiGO

/ 371 leituras
OLÁ! sou Sandra Ronca, escritora e ilustradora de Literatura Infantil. Em abril, completei 10 anos de carreira literária com um total de 24 livros publicados como ilustradora e/ou escritora....

Pé-Sujo e Blocos de Carnaval

/ 581 leituras
CREIO que os botecos estão sendo pasteurizados aos montes. A cada dia que passa, noto mais um bar transformado em fast food-drink ou farmácia. Entretanto, no Rio de Janeiro, ainda existem pé...

Silvas do Brasil

/ 717 leituras
MESMO após Lula da Silva ver confirmada sua condenação em segunda instância, o ex-presidente pode ainda escolher entre dois caminhos: permanecer na corrida presidencial como tem anunciado, c...

Kerouac por David Vela

/ 454 leituras
Mi Kerouac premiado con una Mención Honorífica en el prestigioso Humour a Gallarate, en Italia. El concurso estaba dedicado a su novela On the road. El concepto del dibujo se basa en el manu...

Porto visto por Jesùs Morales

/ 295 leituras
JEÙS Morales é artista plástico, professor universitário e produtor audiovisual venezuelano. Atualmente vive em Caracas onde nasceu, depois de ter passado pela cidade de Puerto Ayacucho (Est...

No Reino Encantado de Tremembé

/ 421 leituras
O REINO Encantado de Tremembé tem um castelo. Tem também uma floresta. No castelo mora um rei, uma rainha e suas duas filhas, as meninas princesas. Uma das princesas tem os olhos cor de mel....

Maria Pires, 93 anos

/ 386 leituras
ENCONTREI-A no corredor, a chorar. Não era um choro compulsivo, é certo, mas não era só da constipação («Maria Pires, o que lhe dói?» — Dói-me tudo, dói-me tudo...). Como quase sempre aconte...

Benvinda do Céu, 73 anos

/ 367 leituras
ESTA mulher chama-se Benvinda do Céu. É verdade, podem confirmá-lo com uma pequena visita à aldeia de Sirarelhos, perto de Galegos da Serra, em pleno Alvão. Só poderia ser assim, Benvind...

Jorge Pinheiro, 86 anos

/ 445 leituras
AO abrir a porta do espaço onde trabalha, Jorge Pinheiro comenta: «Está aqui um frio de rachar pedras». Com exposições na Fundação Carmona e Costa (Lisboa), no Museu Amadeo de Souza Cardoso ...

Porto visto por Sandra Ronca

/ 339 leituras
SANDRA Ronca é escritora e ilustradora de literatura infantil. Nasceu no Rio de Janeiro e há uma década e meia passou a viver em Niterói, ambas cidades do Brasil. Diz-se influenciada pelos p...

Porto visto por Regina Ruth Rincon Caires

/ 565 leituras
REGINA Ruth Rincon Caires está aposentada, tem 64 anos, dois filhos e um punhado de netos. Cursou Letras e Direito. Foi premiada em alguns concursos literários, apesar de não ter nenhum livr...

Porto visto por Josafá de Orós

/ 551 leituras
JOSAFÁ nasceu em Orós, no estado do Ceará e vive atualmente dias em Campina Grande, no estado de Paraíba, Brasil. Ao longo de sua vida artística teve experiências nos campos da escultura, do...

Porto visto por Carlos Renatto

/ 456 leituras
CARLOS Renatto já viveu em Belo Horizonte, Ouro Preto, Barbacena e Viña del Mar (Chile). Atualmente reside em Itabirito de onde é, aliás, natural. O seu trabalho, tal como sucedeu com outros...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

COMO sempre disse, a Câmara Municipal do Porto, seja qual for a situação, defende sempre - enquanto eu for presidente - os seus interesses, defende sempre o interesse dos seus munícipes e, portanto, fez aquilo que devia fazer.

Rua da Estrada de Luanda

NÃO é só Luanda que está caótica. Caótico está o próprio conceito de cidade na versão habitual de andar por casa pensando que as cidades são os centros históricos da velha Europa, uns prédios apinhados, e umas auto-estradas, centros comerciais…, além extensos subúrbios, e pronto. Na África havia aquela ideia de que a cidade era a cidade colonial com suas avenidas e jardins limpinhos, casas lindas e prédios tropicalmente modernos. O resto era o caniço, o musseque, os indígenas e os seus outros mundos. A ordem e a desordem urbana faziam-se com este dualismo entre supostos civilizados e indíge...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 660 leituras
Os patos marrecos já nascem assim?