Silvas do Brasil

/ 483 leituras
MESMO após Lula da Silva ver confirmada sua condenação em segunda instância, o ex-presidente pode ainda escolher entre dois caminhos: permanecer na corrida presidencial como tem anunciado, c...

Kerouac por David Vela

/ 266 leituras
Mi Kerouac premiado con una Mención Honorífica en el prestigioso Humour a Gallarate, en Italia. El concurso estaba dedicado a su novela On the road. El concepto del dibujo se basa en el manu...

Porto visto por Jesùs Morales

/ 183 leituras
JEÙS Morales é artista plástico, professor universitário e produtor audiovisual venezuelano. Atualmente vive em Caracas onde nasceu, depois de ter passado pela cidade de Puerto Ayacucho (Est...

No Reino Encantado de Tremembé

/ 272 leituras
O REINO Encantado de Tremembé tem um castelo. Tem também uma floresta. No castelo mora um rei, uma rainha e suas duas filhas, as meninas princesas. Uma das princesas tem os olhos cor de mel....

Maria Pires, 93 anos

/ 254 leituras
ENCONTREI-A no corredor, a chorar. Não era um choro compulsivo, é certo, mas não era só da constipação («Maria Pires, o que lhe dói?» — Dói-me tudo, dói-me tudo...). Como quase sempre aconte...

Benvinda do Céu, 73 anos

/ 242 leituras
ESTA mulher chama-se Benvinda do Céu. É verdade, podem confirmá-lo com uma pequena visita à aldeia de Sirarelhos, perto de Galegos da Serra, em pleno Alvão. Só poderia ser assim, Benvind...

Jorge Pinheiro, 86 anos

/ 284 leituras
AO abrir a porta do espaço onde trabalha, Jorge Pinheiro comenta: «Está aqui um frio de rachar pedras». Com exposições na Fundação Carmona e Costa (Lisboa), no Museu Amadeo de Souza Cardoso ...

Porto visto por Sandra Ronca

/ 217 leituras
SANDRA Ronca é escritora e ilustradora de literatura infantil. Nasceu no Rio de Janeiro e há uma década e meia passou a viver em Niterói, ambas cidades do Brasil. Diz-se influenciada pelos p...

Porto visto por Regina Ruth Rincon Caires

/ 419 leituras
REGINA Ruth Rincon Caires está aposentada, tem 64 anos, dois filhos e um punhado de netos. Cursou Letras e Direito. Foi premiada em alguns concursos literários, apesar de não ter nenhum livr...

Porto visto por Josafá de Orós

/ 362 leituras
JOSAFÁ nasceu em Orós, no estado do Ceará e vive atualmente dias em Campina Grande, no estado de Paraíba, Brasil. Ao longo de sua vida artística teve experiências nos campos da escultura, do...

Porto visto por Carlos Renatto

/ 341 leituras
CARLOS Renatto já viveu em Belo Horizonte, Ouro Preto, Barbacena e Viña del Mar (Chile). Atualmente reside em Itabirito de onde é, aliás, natural. O seu trabalho, tal como sucedeu com outros...

Porto visto por Pedro Vieira

/ 473 leituras
PEDRO Vieira é guionista e ilustrador freelance. O seu universo criativo foi construído a partir daquilo que o rodeava: a cidade de Lisboa, onde nasceu e vive. Quando pensa na cidade do Port...

Rafael Romero Calvet por David Vela

/ 232 leituras
Ya está a la venta mi nuevo libro: Rafael Romero Calvet. Ilustraciones y cuentos de locura y muerte. Primera monografía dedicada al gran ilustrador nacido en Marbella en 1884 y formado en l...

Porto visto por Antonio García Teijeiro

/ 357 leituras
ANTÓNIO García Teijeiro nasceu em Vigo, Galiza, onde continua a viver e a ser influenciado pelo mar que banha aquela cidade. É autor de poesia infantil , tendo obtido este ano o Prémio Nacio...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Eduardo Vítor Rodrigues (1971)

NÃO vamos licenciar novas construções. Vamos legalizar casas e empresas com histórico. São empresas consolidadas no território e também é uma forma de evitar que, por falta de uma licença, possam decidir abandonar Gaia e estabelecer-se em concelhos vizinhos, retirando de cá postos de trabalho.

Rua da Estrada do Futuro

ADIVINHAR o futuro ainda é para muitos uma espécie de bruxedo do antigamente. Consultava-se o mediador comunicante com o insondável para que ele nos antecipasse os nossos medos e esperanças; jogavam-se os dados e as cartas, observava-se o voo das aves, ouvia-se a voz da vidente, do oráculo, da sacerdotisa ou do feiticeiro em busca de interpretações, de enigmas premonitórios que sugeriam isto ou aquilo. O futuro é um tempo problemático. Cronos, o deus grego, tanto era entendido como uma divindade do tempo cíclico das colheitas – por isso era representado com uma gadanha que depois passou a s...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 509 leituras
Bater no ceguinho dá cadeia?