1031
0
COMPARTILHAR
Inicio 7 Perguntas Sete pergunta...

Sete perguntas às Beija-flor

Sete perguntas às Beija-flor

0
1031

A RAQUEL e a Susana são naturais de Oliveira de Azeméis e estudaram sempre no distrito de Aveiro. Ambas licenciadas em Design, vieram para cá à procura da sua realização profissional. Como escape ao trabalho do dia-a-dia criaram o projeto Beija-flor onde controlam tudo, desde o processo de produção, à venda e à distribuição. Um sucesso surpreendente. Só possível aqui no Porto, acrescentamos nós.

Por Paulo Moreira Lopes

RAQUEL GRAÇA

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

Nasci a 9 de Outubro de 1984, no concelho de Oliveira de Azeméis.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Actualmente vivo no Porto, na freguesia de Cedofeita.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Frequentei a Universidade de Aveiro.

4 – Formação académica?

Sou licenciada em Design.

5 – Atividade profissional?

Sou designer de comunicação.

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

O local onde vivo actualmente, assim como os outros por onde passei, Barcelona e Aveiro, inspira-me muito, mesmo que na maior parte das vezes isso nem seja uma coisa consciente. Na verdade, caminhar, andar pelas ruas do Porto faz-me bem e preciso disso nos intervalos do trabalho. Ver pessoas, ainda que estejam às compras no mercado ou a entrar e a sair de edifícios desperta em mim curiosidade e traz-me de volta aquela energia que se vai perdendo ao longo de dias e dias de trabalho intenso. Sou curiosa e quando vou no metro costumo observar pessoas e pensar em como serão as suas vidas. Penso que é mesmo no dia-a-dia e nas tarefas mais comuns, nas minhas e nas dos outros,  que encontro ideias e inspiração.

7 – Endereço na blogosfera para a podermos seguir?

Neste momento publico em dois blogues:

http://beijaflor-blog.blogspot.pt/
http://weblogyoupt.blogspot.pt/

§

SUSANA GOMES

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

15 de Dezembro de 1986, natural da freguesia de Pinheiro da Bemposta, concelho de Oliveira de Azeméis.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Freguesia do Bonfim, concelho Porto.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Não frequentei nenhuma escola/universidade no distrito. Apenas em formações pontuais.

4 – Formação académica?

Licenciatura em Design, pela Universidade de Aveiro.

5 – Atividade profissional?

Designer gráfica e web-designer.

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho (vocação?) por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

A cultura portuguesa nas suas diferentes dimensões  – desenho, tipografia, símbolos, relações pessoais – foram uma referência constante nos locais onde vivi e estas influenciaram claramente a minha forma de pensar e, consequentemente projectar em design.

7 – Endereço na blogosfera para a podermos seguir?

http://beijaflor-blog.blogspot.pt/

§

Como e quando surgiu a ideia do projeto Beija-flor?

Raquel e Susana: A ideia de criar o beija-flor surgiu há precisamente um ano atrás, e o objectivo foi fazer uma coisa que fosse completamente nossa, e que por esse motivo iria servir como um escape ao trabalho do dia-a-dia. Queríamos projectar uma ideia, trazê-la até às pessoas e fazer tudo como achamos que deve ser feito, desde o processo criativo às questões éticas que o trabalho com outros envolve. Num trabalho por conta de outrem esse ponto é muitas vezes imposto por superiores nossos, no beija-flor seríamos nós a controlar tudo, desde o processo de produção, venda e distribuição.

Foi difícil implementar o projeto?

Raquel e Susana: Não foi nada difícil. Foi tudo feito com muita vontade, boa disposição, sem nenhuma pressão e com o cenário da nossa cozinha por trás. Era o sítio onde trabalhávamos porque na altura não tínhamos outro espaço e durante o dia estávamos a trabalhar fora. Na altura foi preciso afinar o processo de corte e costura, perceber como ficavam melhor, e pedir ajuda a um amigo para nos filmar enquanto fazíamos os cadernos. Foi lançada a página e o vídeo e as visitas dispararam.

Quais as reações dos clientes ao vosso trabalho e dos visitantes que consultam o blogue?

Raquel e Susana: As reacções são ainda hoje uma surpresa para nós. Claro que o nosso objectivo foi sempre chegar a muita gente, mas nunca nos passou pela cabeça que as pessoas viessem a gostar tanto do nosso projecto, ao ponto de nos comprarem dezenas de cadernos e ainda nos fazerem pedidos especiais. Acompanham-nos todos os dias no blog, e no facebook, e são elas que nos fazem ter vontade de continuar com o projecto. É óptimo trocar e-mail com pessoas de todo o país e até de outros continentes. O beija-flor permitiu-nos conhecer muita gente e estamos muito gratas por isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here