1813
1
COMPARTILHAR
Inicio 7 Perguntas Sete pergunta...

Sete perguntas a Sérgio Remondes

Sete perguntas a Sérgio Remondes

1
1813

SÉRGIO Remondes nasceu na Normandia, França. Atualmente reside em Atães, Gondomar e tem ateliê na Rua Cândido dos Reis, no Porto. Licenciou-se em medicina dentária repartindo a sua atividade profissional entre a sua clínica e as artes plásticas. E por aqui não lhe faltam estímulos para despertar o processo criativo, começando, desde logo, pela presença da Torre dos Clérigos que avista do ateliê, as vivências que percorrem as ruas do Porto, o rio Douro e a energia esplendorosa do oceano Atlântico. E tanto bastou para criar um mundo imaginário.

Por Paulo Moreira Lopes

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

1976. Normandia, França.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Atães, Gondomar.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Instituto Superior de Ciências da Saúde – Norte.

4 – Habilitações literárias?

Licenciatura em Medicina Dentária.

5 – Atividade profissional?

Médico dentista e artista plástico com ateliê na Rua Cândido dos Reis, Porto.

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho artístico/literário/profissional por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

Absorvo cada estímulo que os sentidos me proporcionam para formular questões que podem ter desenvolvimento nos enredos das histórias que podemos encontrar nas minhas obras. O processo criativo pode ser despertado pelo degustar de um vinho ou de um sorriso captado numa das ruas da cidade, o Porto. As vivências, os sons e principalmente o contacto e convívio com as pessoas influenciam decisivamente o meu processo criativo.

O dia-a-dia das ruas do Porto, o meu ateliê com vista para a Torre dos Clérigos, a baixa da cidade, o rio Douro e a energia esplendorosa do oceano Atlântico são influências marcantes e que estão presentes nas minhas telas e na minha obra.

As minhas obras têm evoluído plasticamente mantendo uma narrativa à volta de um mundo imaginário, interlaçado com o mundo terreno e as suas vivências.

A família, as tradições, o rio Douro, o oceano Atlântico e a cidade do Porto misturam-se com um universo de anjos e seres mágicos que têm encontrado espaço nas minhas telas para se exprimirem.

Não é por acaso que efetuei a minha primeira exposição de pintura com 21 anos, na Ribeira, Porto.

7 – Endereço na web/blogosfera para o podermos seguir?

www.sergioremondes.com
www.facebook.com/sergioremondes

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde eu já o adicionei ao meu facebook, porque gostaria de saber como uma pessoa que nasceu na Normandia tem um nome de uma freguesia do Concelho de Mogadouro, que se chama Remondes.
    Tenho em mente um dia realizar um convívio com as pessoas que usam esse nome na junta de Freguesia de Remondes e Soutelo de que sou o presidente e quem sabe eu não posso ajudar a esclarecer as suas origens. Desde já muito obrigado pela sua atenção. António Baptista Cordeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here