568
0
COMPARTILHAR

Somos um

Somos um

0
568

Na noite abafada de verão em que as
estrelas brilhantes iluminam a noite, o meu
pijama está encharcado em suor. Olho para
ti, estás sereno. Não sinto o teu coração
bater dentro de mim. O ar foge para longe,
sinto-me sufocar. Não respiras, deixo de
respirar. Somos um, nunca fomos dois.
Olho novamente para ti, não consigo, não
quero deixar de olhar para ti. Tenho
medo de me esquecer de ti quando
partir e não te reconhecer quando nos
voltarmos a encontrar. Mas sei que
saberei que és tu a minha alma. Como
sei sempre. Tens um papel na tua
mão, toco-te. Ainda estás quente. Agarro
suavemente o teu pulso, sinto-te. Dizes adeus
em silêncio. Chegou o fim de um capítulo.
Mais serão escritos!

Por Ana Cristina Gomes, que vive em Amadora, Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here