566
0
COMPARTILHAR

Verso

Verso

0
566

Poluída e rútila

é a beleza de um verso

 

Por Inês Lourenço, in Câmara escura, um antologia, Língua morta, 2012, página 15.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCaos
Próximo artigoInverno

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here