795
0
COMPARTILHAR

Galho(s)

Galho(s)

0
795

2.
É mais fácil ver galhos parasitas na árvore dos outros.

… nem sempre imagem repetida é galho seco.

Francisco Duarte Mangas in A morte do Dali, Editorial Teorema, janeiro de 2001, pág. 26 e 30

1.
Sob a teia de sombra dos galhos outonais,

Por Jorge de Sena, verso do poema Dia de sol, in Coroa da Terra (1946), obra dedicada à cidade do Porto e ao poeta Ribeiro Couto e A BULA de Fevereiro de 2017 Comprimido II.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorProsa
Próximo artigoLembrança

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here