COMPARTILHAR
Inicio Dicioporto A garrafa por...

A garrafa por Ángel Guinda

A garrafa por Ángel Guinda

0
407

Dentro desta garrafa cabe o mar.
Dentro desta garrafa
cambaleia o céu,
cambaleia o sol de bêbado
com a sua verdade às costas,
com a maré das suas amarguras.
Dentro desta garrafa bailam moscas
como helicópteros bombardeados,
passeiam baratas com guarda-chuvas.
Dentro desta garrafa chove ausência.
A sua parede giratória desfigura os meus rostos,
curva-me a expressão, abre-me as pupilas:
há tempestades de golpes no seu magma.
Dentro desta garrafa está o vazio
de que me encho quando bebo e bebo.
Abandonada para a reciclagem,
eu sou esta garrafa.

por Ángel Guinda traduzido por Diogo Vaz Pinto in Os ossos do meu duplo, Língua Morta, outubro 2021, página 50

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here