161 Leituras
0
COMPARTILHAR

Redemoinho

acorda, Diolinda, probatente
sem pente nem dente

não tem galo na madrugada de Joaquim

Serafim? será o quê?
será Lindinalva da vida salva
Maximiliano dos grãos à meia
ou Dalva do sol a sol?

Maria barriga os dias no fogão
Doralice faz unhas
Rosalinda, compras
Teresa tecla
vai… limpa, Olímpia
Amparo treme
o que teme?

Janaína é cunha no lotação, faz é avolumar pipa do João
Diolindas de léguas sem tréguas – também Vicências de Jesus
Joaquins! a vida não tem fins

Vida cai, vida vem
embala embola trinca espanca
faz é cair pelo ou desbotar cabelo
põe nódoa, entope veia, fabrica tumor

ânimo, Tristão, Juvelina, Sebastião, Claudete, Marinete, Marileia, centopeias
há Quem sopre de novo o barro

Joana Darc apronta a arca
quem salva? quem se salva?

reza chora implora
cai no tapete joelho de sangue
quem teme?

vida é não sei o quê
depois… não sei mais ainda

desânimo
quem salva? quem salva?

Por Sidneia Simões que integra o Coletivo O GRITO e vive em Brasília, Brasil.

Deixe aqui o seu comentário!

Protected by WP Anti Spam