188
0
COMPARTILHAR
Inicio Do Porto Francisco Mor...

Francisco Moreira Pontes (1928)

Francisco Moreira Pontes (1928)

0
188

FRANCISCO Moreira Pontes completou 90 anos de idade no sábado e A Voz da Póvoa juntou-se à festa para homenagear um poveiro de coração varzinista. Como as enciclopédias vivas têm sempre mais uma história para contar, ficamos a saber que, em miúdo, quando jogava com os pés-descalços, ali no largo da igreja da Lapa, era conhecido por Chico.

Aos 12 anos foi estudar para o Porto e perdeu muito do convívio com a malta do bairro. Aos 17 anos partiu para Moçambique, onde começou a jogar futebol no 1º de Maio de Lourenço Marques. Seguiu-se o Ferroviário de Lourenço Marques e, mais tarde, o Ferroviário de Nampula, onde jogou futebol, treinou e foi dirigente, sempre chamado e conhecido pelo nome de Pontes.

“Em 1956 vim passar férias graciosas. Tive um convite do Boavista e até me pagavam dois contos por mês (10 euros), mas iam exigir muito de mim e eu estava de férias. Então, falei com o treinador do Varzim, Artur Baeta, que não fez grandes exigências e apenas queria que eu jogasse. Constou-se entre os adeptos que veio de África um craque chamado Pontes. Como ninguém me conhecia por esse nome, quando a malta me viu em campo percebeu que, afinal, era o Chico. No fim da partida, questionaram-me por ter partido Chico e regressado Pontes. Daí passaram a chamar-me, até aos dias de hoje, Chico Pontes”.

Depois de regressar de Moçambique, em 1976, Chico Pontes continuou ligado ao futebol e foi campeão distrital como treinador dos juniores do Varzim, um feito único no clube, mas que lhe valeu o despedimento por ter oferecido um jantar a todos os jogadores, menos aos seccionistas e à direcção. Ainda como treinador, na época 1984/85, foi campeão distrital e responsável pela subida do Esposende à 3ª divisão nacional.

Francisco Moreira Pontes também abraçou a política: “Fiz parte da Comissão Política Concelhia e fui presidente do CDS. Na presidência de Manuel Vaz, fui membro da Assembleia Municipal. Ter vivido por dentro o mundo da política e do futebol foi uma vitória, conheci os homens”.

Leia a notícia na íntegra na edição impressa da A VOZ DA PÓVOA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here