O TYPO sobre as onnnndas do mmmmar

/ 442 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO conhece muitas ondas. As ondas de choque, de crimes, elétricas, eletromagnéticas, curtas e sonoras. Mas aquela que mais o tem afetado nos últimos dias é a onda de ...

O TYPO a renumerar Portugal

/ 562 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta de atribuir a cada um o que é seu. É um tipo justo. Agora que a seleção portuguesa de futebol ganhou o campeonato europeu é justo renumerar a posição de Port...

O TYPO a apreciar a art de Saul Steinberg

/ 548 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta muito de arte. Como qualquer tipo o TYPO tende a identificar-se com a arte que se pareça consigo. Sendo o TYPO um tipo de traço fino, simples e muito sintéti...

O TYPO a viajar para Mãoporti.

/ 411 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta muito de conhecer as cidades fundadas pela criatividade tipográfica. Por força da marcação rodoviária na A2 (autoestrada que liga Lisboa ao Algarve) nasceu u...

O TYPO a abraçar (Orlando)

/ 420 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO já mostrou ser solidário. Foi solidário com os sobreviventes e os familiares das vítimas do atentado terrorista em Paris, com os disléxicos e com a lágrima da letr...

O TYPO a brincar com as borboletras

/ 420 leituras
MEMÓRIA descritiva: O mundo dos insetos é muito variado. De entre as diversas espécies de insetos, o TYPO tem predileção pelas borboletas. São animais tipográficos porque feitos de dois BB. ...

O TYPO a empurrar o baloiço da menina do Banksy

/ 609 leituras
MEMÓRIA descritiva: As palavras, muitas vezes, precisam de quem as ajude a reforçar o sentido da sua existência. É que de tão faladas e escritas parece que as pessoas se esquecem do seu verd...

O TYPO a apanhar os ovos da galinha Hyza

/ 409 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO interessa-se muito pela produção de letras. Por isso, anda sempre à procura de lugares onde se criem mais e mais letras. A letra o, por exemplo, não tem somente or...

O TYPO na paragem da camioneta

/ 357 leituras
MEMÓRIA descritiva: Na semana passada o TYPO atravessou a serra do Marão pelo túnel. Desta vez vai fazer a viagem pela estrada nacional 15. Vai percorrer a serra pela superfície. Serão muita...

O TYPO a passar o Marão

/ 443 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO admira muito o engenho humano. Basta dizer que deve a sua existência à capacidade criativa do homem. Na hora em que soube que a serra do Marão tinha sido perfurada...

O TYPO à procura de zeros disfarçados de Ós

/ 441 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO não gosta de confusões. É adepto da transparência. Cada coisa no seu lugar. No mundo da tipografia a troca de sinais dá origem a mal entendidos. É muito frequente,...

O TYPO love Antártida

/ 476 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO soube que Vito Kattorgi & Oleg Katorgin, empregados na Estação Bellingshausen, tinham feito uma convocatória a todos os artistas para participarem no projeto d...

O TYPO atrás do g da pulga

/ 614 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO sabe que há letras irrequietas, hiperativas como se diz agora. Mas esta tendência, às vezes, é intolerável. Com letras agitadas corre-se o risco de alterar o senti...

O TYPO no fundo do mar

/ 497 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO tem andado por muitos lados, mas nunca tinha ido ao fundo do mar. É um lugar rico em diversidade. Hoje vemos o TYPO rodeado pelas espécies: Garamond; AR HERMANN; A...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

É UMA solução que vinha sendo exigida pelas necessidades atuais e pelo facto de as duas cidades conviverem quase como uma. Temos um centro histórico, não temos dois. Não precisamos de pedir nada ao senhor ministro das Infraestruturas e também não precisamos do Ministério da Cultura.

Rua da Estrada Multicolor

NÃO falta por aí a expressão floresta verde. Nos sistemas complexos – nos outros também – a redundância faz sempre falta no caso de falhar alguma coisa no algoritmo, como agora se diz. As florestas são verdes por caprichos que a clorofila teima em manter. A floresta negra deve ser uma floresta muito escura. Muitos chamaram a Heidegger o filósofo da floresta negra; o homem era muito virado para a angústia, para o nada, para a inquietação do ser e outras místicas do género. Não sabemos se via duendes ou lobos-maus, mas não se interessava nada pela indústria madeireira; tal como a floresta, parec...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 89 leituras
Burro velho é asno para que idade?