O TYPO juntou-se à seleção

/ 1518 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO anda muito feliz com o desempenho da seleção portuguesa de futebol de praia. Por mero acaso, o TYPO passou perto do autocarro da seleção e reparou que lhe faltava ...

O TYPO a animar o parágrafo de Saramago

/ 1510 leituras
MEMÓRIA descritiva: Não se sabe porquê, se foi por preguiça, para cumprir prazos curtos de publicação ou como forma de estilo, o que se sabe é que José Saramago a dada altura da sua carreira...

O TYPO a saltitar sobre as reticências

/ 1485 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta de dar a suas caminhadas. Faz bem ao corpo e à alma. No percurso, para alcançar a outra margem, quando não existem pontes por perto, o TYPO arrisca saltar so...

O TYPO entre parênteses curvos

/ 1361 leituras
MEMÓRIA descritiva: Quem quer ver o TYPO feliz é vê-lo entre parênteses. Estranho? Não! O TYPO tem-se revelado num mundo à parte e ele próprio é um personagem à parte. É natural, por isso, q...

O TYPO entre o alfabeto grego

/ 1260 leituras
MEMÓRIA descritiva: De um dia para o outro só se fala da Grécia e do povo grego. O TYPO sabe que a família a que pertence, o alfabeto latino, utilizado pelos romanos a partir do século VII a...

O TYPO a fazer silêncio

/ 1076 leituras
MEMÓRIA descritiva: Às vezes precisamos de fazer silêncio. Pelos mais variados motivos há ocasiões em que necessitamos de estar a sós connosco. O TYPO, desta vez, foi surpreendido a fazer si...

Helvetica (1957)

/ 1074 leituras
PARA inaugurar esta coluna de “cultura tipográfica geral”, não poderia escolher outro tipo de letra que não a Helvetica. Muitos conhecem, seguramente, o popular tipo de letra sans-serif q...

O TYPO a animar o abecedário de folha caduca

/ 970 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO tanto está no hemisfério norte como no do sul. Hoje está no norte onde a estação do ano corresponde ao inverno (no sul é verão). Encontramos o TYPO junto ao abeced...

O TYPO a jogar o jogo do galo

/ 949 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta muito de brincar. Hoje descobrimos o TYPO radiante a jogar o jogo do galo. É curioso que o TYPO fica sempre a ganhar (é-lhe natural). A cabeça do TYPO está n...

O TYPO é um tipo simpático

/ 939 leituras
MEMÓRIA descritiva: no canto superior esquerdo está a palavra TYPO, em fonte Rockwell e tamanho 48. No meio encontra-se a figura do TYPO que é constituída por um O no lugar da cabeça, fonte ...

O TYPO a apreciar a art de Saul Steinberg

/ 925 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO gosta muito de arte. Como qualquer tipo o TYPO tende a identificar-se com a arte que se pareça consigo. Sendo o TYPO um tipo de traço fino, simples e muito sintéti...

O TYPO a empurrar o baloiço da menina do Banksy

/ 919 leituras
MEMÓRIA descritiva: As palavras, muitas vezes, precisam de quem as ajude a reforçar o sentido da sua existência. É que de tão faladas e escritas parece que as pessoas se esquecem do seu verd...

O TYPO atrás do g da pulga

/ 891 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO sabe que há letras irrequietas, hiperativas como se diz agora. Mas esta tendência, às vezes, é intolerável. Com letras agitadas corre-se o risco de alterar o senti...

O TYPO a saltar por cima da vírgula

/ 884 leituras
MEMÓRIA descritiva: O TYPO, além de ser um tipo tipográfico especial, é um sujeito que realiza ou sofre uma ação ou um estado. Portanto, à frente do TYPO não podem surgir vírgulas, já que es...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

Se houver cuidado e proteção está-se a contribuir para uma concorrência leal. Os bons empresários estão interessados neste acordo porque a concorrência mais desleal é aquela que descuida a segurança e a proteção dos trabalhadores.

Rua da Estrada de Atenas

ANDAVAM os antepassados da Angela Merkel nas cavernas por entre ursos e outras barbaridades, quando Péricles edificava Atenas antes das guerras do Peloponeso.  Era assim o mundo, aos encontrões, como sempre. Depois de edificar a Acrópole verificou-se que custava muito lá subir e muito ventosa. De íngreme que era e de caminhos mal empedrados, as quadrigas patinavam e viravam-se de rodas e pernas para cima. Então, depois de muitos séculos prodigiosos, conseguiu-se finalmente domesticar os cavalos de uma maneira diferente de modo a que coubessem às dezenas e às centenas nos motores dos automóv...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 705 leituras
As chaves do Paraíso são Yale?