Nenúfar

/ 166 leituras
Um nenúfar flutua na mesma água que a lua Por Jorge Sousa Braga, in O poeta nu , Nenúfares, Assírio & Alvim, 2.ª edição, abril de 2014, página 223.

Navalha

/ 139 leituras
1. Cúmplice companhia.   Por Francisco Duarte Mangas, in A fome apátrida das aves, Modo de ler, página 34.   2. também a navalha do enxertador indicia a pri...

Neve

/ 176 leituras
1. Fuligem das queimadas do sol nos matagais celestes.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviário do Sol, Editorial Caminho, Janeiro de 2002, página 65. ...

Navegador

/ 162 leituras
Aquele que escreve sobre as águas a melancolia dos dias.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 61.

Névoa

/ 178 leituras
Rebanho espesso a pastar no cume da madrugada.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 62.

Nicarágua

/ 173 leituras
País cujos habitantes inventaram a água. Para que a invenção nunca fosse esquecida, deram à capital o nome de Manágua, que significa mãe da água.   Por João Pedro Mésseder e Franc...

Narciso

/ 196 leituras
Aquele em cujo rosto se reflecte a ondulante vaidade das águas.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro d...

Nome

/ 168 leituras
Timbre activo, aos poucos modela o ser ou objectos timbrados.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de ...

Névoa

/ 154 leituras
Ao pôr do sol, e com a névoa da baixa-mar, que é o hálito puro das águas.   Por Raul Brandão, in Os Pescadores, Estante Editora, 2.ª edição, agosto de 2010, página 150.

Neto

/ 145 leituras
1. é palavra de crescimento lento.   Por Francisco Duarte Mangas in A rapariga dos lábios azuis, Quetzal Editores, 2011, página 21.

Noite

/ 154 leituras
1. Noite de breu: onde acaba o mar e começa o céu? Por Jorge Sousa Braga, in O novíssimo testamento e outros poemas, Assírio & Alvim, página 25. 2. No alongar do ditongo o...

Nuvem

/ 172 leituras
1. Alma andarilha das águas.   Por João Pedro Mésseder e Francisco Duarte Mangas, in Breviário da Água, Editorial Caminho, 2004, página 62.   2. Comovido querubim...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

ESSE dramatismo ligado ao turismo é uma conversa aborrecida. O Porto sempre foi uma urbe gentrificada. Por ingleses, alemães, franceses. […] A ideia de gentrificação é uma ideia aborrecida de uma esquerda reacionária que fala cada vez mais de um fenómeno que não existe.

Rua da Estrada da Terra com Identidade

NESTE lugar onde se é bem-vindo apesar de não se perceber o nome que lhe puseram, informa-se que estamos numa Terra com Identidade. Está escrito mas não é o que parece: do asfalto aos eucaliptos, dos sinais de trânsito ao edifício-montra vazio, das casas ao poste de iluminação ou à cruzeta dos fios que cruzam o céu, tudo é do mais genérico que se possa imaginar. Não é grave. Identidade é um conceito caótico onde cabe tudo justificado com múltiplo argumentário. Como categoria social, identidade aplica-se a um grupo de gente com determinados atributos, características, normas de conduta, r...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 36 leituras
Quem não dá uma para a caixa é sovina?