Semente

/ 359 leituras
1. Será a chuva a semente dos rios? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. 2. A semente está poisada no lugar de padecer Por Daniel Faria, in Poesia, Ex...

S

/ 145 leituras
O S sempre se imaginou descendente directo da serpente tentadora de Eva e, à conta dessa pesada herança, hesitava quanto ao som que melhor lhe assentava. Embora o sss sibilante lhe parecesse...

Sonho(s)

/ 522 leituras
são pensamentos sem dono Por Manuel Maria Aboim in [as amoras de eugénio] publicado no Facebook

Silêncio

/ 627 leituras
1. negociavam com estudado silêncio o resgate dos seus da possibilidade do naufrágio Por João Rios, in Aprendizagem Balnear, Cadernos do Grito, página Resgate. 2. O silêncio é ...

Sol

/ 636 leituras
1. Sol Que quando és nocturno ando Com a noite em minhas mãos para ter luz. Por Daniel Faria, in Poesia, Edições Quasi, Novembro de 2003, página 240. 2. Estrela, astro central,...

Sororizar

/ 1234 leituras
O verbo SORORIZAR, feminino de FRATERNIZAR, acho que não existia antes. Ou, se existia, nunca era conjugado. A língua portuguesa é demasiado patriarcal. Tive de o criar, ou, pelo menos, ...

Sanguessuga

/ 385 leituras
Pertence à família dos vampiros bons.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 50.

Serpente

/ 421 leituras
Qual a diferença entre serpente e ser pente?   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 50.

Sossego

/ 362 leituras
Mas basta-me um quadrado de sossego Para a distância absoluta   Por Daniel Faria, in Poesia, Edições Quasi, Novembro de 2003, página 134.

Sara

/ 375 leituras
Sara é o nome do deserto É o nome da videira estéril É o nome à espera de ter filhos   Por Daniel Faria, in Poesia, Edições Quasi, Novembro de 2003, página 151.

Sal

/ 359 leituras
Grãos de sol nascidos do suor marinho.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviário do Sol, Editorial Caminho, Janeiro de 2002, página 67.

Sola

/ 386 leituras
Mulher do sol, passa os dias a calcorrear os caminhos da galáxia.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviário do Sol, Editorial Caminho, Janeiro de 2002, pág...

Solange

/ 367 leituras
Anjo do sexo feminino, leva o jantar ao sol e, em seguida, ajuda-o a enfiar-se nos seus lençóis de mar.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Breviário do Sol, E...

Solar

/ 399 leituras
Palácio, casa grande e antiga habitada por gente por gente que gostava de viver de umbigo ao sol e com o rei na barriga.   Por Francisco Duarte Mangas e João Pedro Mésseder, in Br...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Manuel Pizarro (1964)

TEMOS uma posição na fachada atlântica altamente privilegiada para nos podermos afirmar como dos grandes players europeus do sector das pescas. Mas não basta. Temos de trabalhar em medidas e instrumentos que tornem esta atividade mais atrativa.

Maxilar deslocado

Desde que os humanos investem nas suas cabanas e abrigos pouco primitivos, têm vindo a aumentar e a diversificar-se o número de próteses domésticas que tornam os espaços habitáveis, confortáveis e usáveis para os mais diversos e inesperados fins.

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 901 leituras
Antes de haver telemóvel, como é que as pessoas incomunicavam?