COMPARTILHAR

Cabril

Cabril

0
244

Seguem o caminho das ribanceiras,
o alcance dos bairros,
as ideias.

Depois
têm chão sólido,
o alcance das divisões
mais desimpedidas,
o  resvalo dos olhos no precipício.

Texto de Óscar Possacos e ilustração de Alexandre Morais.

Óscar Possacos (1962) é natural de Sendim da Ribeira, Alfândega da Fé. Por ora vive em Paredes. Com formação inicial em arquitetura exerce a atividade de professor de educação visual. E é poeta. Publicou “Lugar Quebrado” em 1982 e “Húmida Viagem” em 1984, tendo esta última obra poética sido distinguida com o Prémio Nacional Juvenil Ferreira de Castro. Recentemente deu à estampa “Cantaria” onde revela que estamos onde somos. Colabora com o Correio do Porto desde abril de 2017.

Alexandre Morais (Bonfim, Porto, 1952) licenciou-se em Artes Plásticas/Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e exerceu a docência (educação visual) até 2018. Participou em inúmeras exposições, individuais e coletivas. Atualmente, está associado à Galeria Olga Santos, no Porto. Colabora com o Correio do Porto desde Novembro de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here