949
0
COMPARTILHAR
Inicio Poemário Josafá de Óro...

Josafá de Óros (1965)

Josafá de Óros (1965)

0
949

4.
O HAI KAI

Quando o hai kai
O trovão senta a pua
E o poeta sai às ruas.

3.
NATUREZA MORTA

Adaga sobre a mesa
é faca
de dois (le) gumes.

2.
PROVÉRBIO

Quem deita com a palavra
semeia o silêncio.

1.
A minha voz
Inda é silêncio
Amorfa ideia, um susto.

De palavra sem forma
Letra vazia que adorna
Um soluço molhado
Carimbando as entranhas.

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here