COMPARTILHAR
Inicio Poemário Jorge Luis Bo...

Jorge Luis Borges

Jorge Luis Borges

0
215

Desde aquele dia
não mexi nas peças
do tabuleiro.

*

No deserto
acontece a aurora.
Alguém o sabe.

*

O homem morreu.
A barba não sabe.
Crescem as unhas.

*

A voz do pássaro
que a penumbra esconde
emudeceu.
Andas pelo jardim.
Algo, eu sei, te falta.

*

Não ter caído,
como outros do meu sangue,
na batalha.
Ser na noite vã
aquele que conta as sílabas.

tradução PML

Jorge Luis Borges(Buenos Aires 1889 – Genebra 1986) escritor, poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta argentino.

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here