1295
0
COMPARTILHAR
Inicio Poemário Hélder Magalh...

Hélder Magalhães (1982)

Hélder Magalhães (1982)

0
1295

4.
a saudade vem
nuvem por entre os azuis
por vezes chove
uma fome do íntimo
nocturno
aceso no teu rosto. 

3.
a canção toca no rádio
em jeito de despedida
não vás ainda 

2.
depois de comer
ficava à mesa do teu sorriso. 

1.
uma manhã para guardar no silêncio
da tua mão poisada sobre a minha. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here