COMPARTILHAR
Inicio Lugar de Estilo “A garg...

“A garganta inflamada”, antologia de poesia da Companhia das Ilhas (2012-2018)

“A garganta inflamada”, antologia de poesia da Companhia das Ilhas (2012-2018)

0
186

DIA 28 DE JUNHO, SEXTA-FEIRA, ÀS 21H30

Apresentação por André Domingues

Uma antologia de poesia da Companhia das Ilhas vai ser lançada na próxima sexta-feira, 28 de Junho, pelas 21h30, na sede da Associação Homens de Letras. Organizada por José Manuel T. Silva e apresentada, com efeito, por André Domingues, junta inúmeros poetas publicados na editora entre 2012 e 2018. Ora, precisamente, 33 poetas (em toda a sua amplidão) e 132 poemas (dignos de atenção).

Publicado por AJHLP

Excerto do texto lido na sessão de apresentação do livro “A garganta inflamada” (Companhia das Ilhas, 2019).

Sabemos que o maior risco de encontrar uma ordem é semelhar o caos. Ora, o antologiador (e aqui antologiado poeta também) ao pretender criar uma ordem, um forçoso fluxo de relações e conivências activas entre os poemas que seleccionou, está também condenado a criar um novo discurso, um poema inaparente, que subjaz e se projecta infinitamente em todos os outros como espelho e teoria. Não há, de resto, qualquer inocência na epígrafe de Mallarmé que o José escolheu para encimar a sua nota prévia. A poesia, como a vida, não pode ser concebida senão em função do acaso que a circunda, e que é potencialmente mais imperativo à medida que as variáveis são adicionadas à página em branco e ao núcleo das incertezas. Claro que há formas de aproximar o acaso de uma intenção ou de um efeito. E é isso que JMTS faz quando acrescenta ao critério do gosto pessoal (único manifestamente assumido) a delicadeza sugestiva do seu olhar adestrado, carregado de insinuações, tonalidades, poderes suaves e abrasivos, portas que se abrem e se fecham.

Por André Domingues publicado in Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here