COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo Tempo varrido...

Tempo varrido por Vasko Popa

Tempo varrido por Vasko Popa

0
639

O varredor junta com a vassoura as folhas secas
debaixo dos castanheiros
ao longo da avenida

Pára junto de cada árvore
e abana-a com toda a sua força

Ele gostaria que o outono se despachasse

Se as coisas fossem como ele quer
Vrsac ficaria num ápice
sem o outono e as outras estações

Ele ficaria
com a sua vassoura para roer

Eu avisá-lo-ia
mas uma castanha
ficou-me presa na garganta

In A maçã de ferro e outros poemas, Maus, fevereiro 2024, tradução Filipe Ribeiro, página 90

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here