766
0
COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo Porto visto p...

Porto visto por Xacobe Meléndrez Fassbender

Porto visto por Xacobe Meléndrez Fassbender

0
766

XACOBE Meléndrez Fassbender é um galego nascido em Tegucigalpa, Honduras. Viveu dois anos na terra natal, teve uma breve estadia em Madrid e passou o resto do tempo na cidade A Coruña e periferia. As maiores influências que teve enquanto artista foram o meio natural, a curiosidade e o pai que o ajudou a aprender a ver. Tem visitado o Porto regularmente desde a adolescência e as impressões sobre a cidade foram mudando com o tempo. Para si o idioma, a cultura e a geografia do norte de Portugal e a Galiza configuram um espaço comum onde habita.

Por Paulo Moreira Lopes

1 – Data de nascimento e naturalidade (cidade e país)?

Nascin o 22 de agosto de 1963, são galego nascido em Tegucigalpa, Honduras.

2 – Até hoje que cidades tens vivido permanentemente?

Levo anos morando em o campo, mas comecei por viver 2 anos em Tegucigalpa, seguidos duns 20 na Coruña e unha breve estadia em Madrid. Depois mudei para a periferia da Coruña, primeiro no pobo de Santa Cruz de Oleiros e despois xa no campo.

3 – Nível de estudos?

Comecei estudos de Física na universidade de Santiago de Compostela e continuei na UNED, mas abandoneinos no 3º curso depois de aprovar unha oposição a funcionário de Meteorologia do Estado.

4 – Actividade profissional?

São Observador de Meteorologia e tamén estou cadastrado como fotógrafo.

5 – A cidade onde nasciste e viveste influencio tua vida artística?

De Tegucigalpa gardo as lembranças que me inculcaron por médio dás vellas fotografias, nao voltei lá até 1999; vellos recordos cunha luz e cor especiais. A cidade dá Coruña é a cidade dá infância dun neno de bairro operário com muitos primos de idades semellantes e adventuras em ruas nas que aos poucos ia chegando ou asfalto. O contacto coa arte veu naqueles anos do negócio familiar no que, entre outras cousas, compuñanse e enmarcábanse quadros, transportavam e montavam exposicións… Depois, Madrid, foi un tempo curto de intenso contacto coa vida cultural dá cidade. Mas com sinceridade acho que o que influenciou com mais peso na miña vida artística foi o meio natural, a miña curiosidade e os bos mestres no contorno familiar e especialmente o meu pai, que me axudaron a ver, a aprender a olhar.

6 – Quando pensas na cidade de Porto, que te lembra de imediato?

O rocordo máis forte é unha imaxe sonora, a do silêncio. Era um serão do ano 1982 ou 83, rúa Sá de Bandeira, diante do café A Brasileira, na parada de autocarro chea de xente. Pareceume um momento triste.

7 – Já visitaste Porto? Em caso positivo, porque motivo e qual memórias ficaste sobre a cidade e a region?

As minhas vistas a Porto foron regulares dende a minha adolescencia e as sensacións foron mudando comigo. Nos últimos anos conheci pessoas ben interessantes do mundo artístico portuense, pessoas coas que conversei fundo sobre arte, coas que se estableceron colaboracións e intercâmbios que escrevem unha nova e importante faceta da minha história. Neste mes de setembro teño exposiçao nas varandas de Afurada e o vindeiro mes de outubre estarán en Avintes (INstantes -Festival Internacional de Fotografía). Mas tudo segue enquadrado nun contexto de complicidade no que o idioma, a cultura e a geografia do norte de Portugal e a Galiza configuram um espaço comum que eu habito.

8 – Tua direcçao de página site/ blog para vos seguir

www.xacobe.tk

ainda que hoxe em dia ou seguemento do cotiá é máis doado nas redes sociais: https://www.facebook.com/xacobe.melendrez.fassbender

e esta é a minha canle de video: https://vimeo.com/user6635521

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here