COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo Pedras do chã...

Pedras do chão por Joseph Brodsky

Pedras do chão por Joseph Brodsky

0
65

Este poema é sobre as pedras que jazem no chão,
pedras comuns, metade delas não conhece o sol,
simples pedras cinzentas,
pedras vulgares, sem epitáfios.
Pedras que medem o ritmo dos nossos passos,
brancas ao sol pedras que à noite
parecem os grandes olhos dos peixes,
pedras que medem o ritmo dos nossos passos,
moinhos eternos do pão eterno.
Pedras que medem o ritmo dos nossos passos,
como água negra essas pedras cinzentas,
pedras que adornam o pescoço do suicida,
pedras preciosas, polidas pela prudência.
Pedras nas quais escreverão “liberdade”.
Pedras que um dia pavimentarão o caminho.
Pedras com as quais construirão prisões,
ou pedras que ficarão imóveis
como pedras que não pedem associações.
Jazem
assim as pedras no chão,
pedras simples que parecem cabeças,
pedras vulgares, sem epitáfios.

tradução de Jorge Sousa Braga

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here