Eu vim da Sibéria e só tenho vinte anos
Fui obrigado a vir para aqui

Eu não quero nada do que é vosso
Não quero os vossos pertences a vossa terra nem a vossa vida

Eu só quero que a guerra acabe para voltar para a minha terra

A minha mãe ficou a chorar na cozinha
enquanto o meu pai foi para o quintal tratar dos animais

A minha namorada por quem estou loucamente apaixonado deu-me um beijo de despedida que prendi nas pontas dos lábios

Pouco ou nada falo porque se abro muito a boca o último beijo da minha namorada perde-se para sempre nesta terra de ninguém

Eu quero voltar para os braços da minha namorada
quero voltar para enxugar as lágrimas da minha mãe
e para ajudar o meu pai no campo

Estes são os anos para amar e ser amado
Depois será o tempo de lembrar o tempo em que amei e fui amado

Eu só quero que a guerra acabe para voltar para a minha terra
para limpar as lágrimas da minha mãe e ajudar o meu pai
Eu só quero voltar para casa para amar e ser amado

Se eu for morto pelas vossas tropas recolham o máximo que puderem de mim
Recolham todos os pedaços que encontrarem

Eu sei que não será fácil mas esforcem-se por compor ao menos o meu rosto
Peço-vos que refaçam este sorriso que adquiri ao longo da minha vida breve
Este sorriso que adquiri ao contemplar as árvores a florir na minha terra

Por fim digam à minha mãe e à minha namorada que aqui também há primavera

PML

ver outros murais aqui 

Partilha
91
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here