COMPARTILHAR
Inicio Do outro mundo Batata por Va...

Batata por Vasko Popa

Batata por Vasko Popa

0
46

Misteriosa e baça
face da terra

Fala
com dedos de meia-noite
o dialecto do eterno meio-dia

Rebenta
com auroras imprevistas
na sua despensa de memórias

Tudo porque
no seu coração
o sol dorme

In A maçã de ferro e outros poemas, Maus, fevereiro 2024, tradução Filipe Ribeiro, página 18

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here