60
0
COMPARTILHAR
Inicio Do Porto Tiago Sá, 30 ...

Tiago Sá, 30 anos

Tiago Sá, 30 anos

0
60

TIAGO Sá é um dos melhores talentos europeus com 30 anos ou menos. Quem o diz é a prestigiada revista Forbes, que o elegeu para a sua lista anual 30 under 30, na categoria de empreendedorismo social.

A razão da distinção parece simples. Este antigo estudante da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto é o fundador e CEO da Wisecrop, uma start-up que desenvolve sistemas para aumentar a produtividade dos agricultores, através de apps que facultam dados em tempo real e permitem gestão remota da mão de obra numa exploração agrícola.

Com a Wisecrop, passaram a estar online informações sobre risco de ocorrência de pragas, doenças ou eventos climáticos, sobre o histórico de operações na exploração, ou sobre a aplicação de produtos fitofarmacêuticos. Numa altura em que já opera na gestão de mais de 25 mil hectares de solo agrícola, esta start-up tem amealhado vários prémios desde que foi fundada, em 2013, e tem também merecido destaque na imprensa nacional e internacional.

Foi ainda no curso de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores que Tiago Sá teve a ideia da criação da empresa, no âmbito de um projeto de uma unidade curricular. Depois de terminado com sucesso o projeto académico, resolveu colocar a ideia em prática criando a Wisecrop com o apoio do UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto, onde a empresa ainda hoje se encontra sediada.

Naturalidade?
Santa Maria da Feira.

Idade?
30.

De que mais gosta na Universidade do Porto?
Da competência e a vontade de chegar mais longe das Pessoas que fazem a Universidade.

De que menos gosta na Universidade do Porto?
Da inércia no ajuste nos programas curriculares aos desenvolvimentos tecnológicos.

Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?
Inserir nos programas curriculares a presença frequente de oradores que tragam conhecimento prático das matérias teóricas que são lecionadas, fazendo uma ponte mais clara e perceptível entre a Academia e o Mercado.

Como prefere passar os tempos livres?
Quais tempos livres?!?

Um livro preferido?
“A Realidade é Real?”, de Paul Watzlawick.

Um disco/músico preferido?
Difícil escolher um apenas, mas posso dar alguns exemplos: Ray Charles, Michael Bublé, Joss Stone, Queen…

Um prato preferido?
Qualquer prato, desde que venha com comida.

Um filme preferido?
The Matrix.

Uma viagem de sonho?
Ir à Lua.

Um objetivo de vida?
Fazer a diferença na vida do maior número de pessoas possível.

Uma inspiração?
A filantropia bilionária do Bill Gates.

O projeto da sua vida…
A Wisecrop.

A Forbes incluiu-te na lista dos 30 talentos a seguir, na categoria de empreendedorismo social. Que portas é que esta distinção pode abrir, principalmente para o processo de internacionalização da Wisecrop?
Esta distinção foi um gesto do qual humildemente nos orgulhamos na Wisecrop. O mediatismo consequente vem ajudar a credibilizar o trabalho que temos vindo a fazer, dentro e fora de Portugal, pelo que certamente ajudará a acelerar o processo de internacionalização.

Por Isabel Martins Silva publicado in http://noticias.up.pt/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here