34
0
COMPARTILHAR
Inicio Do Porto Rui Ferreira ...

Rui Ferreira Henrique, 50 anos

Rui Ferreira Henrique, 50 anos

0
34

NATURAL do Porto, cidade onde nasceu em 1968, Rui Manuel Ferreira Henrique mantém uma ligação umbilical ao Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto (ICBAS), escola onde se formou em Medicina e onde leciona há quase 30 anos.

Do percurso como estudante, não há como passar ao lado da média 18 valores com que concluiu o curso, em 1992, com vários prémios académicos conquistados pelo caminho. Ainda assim, a melhor recordação que guarda dos tempos de estudante é o ambiente especial do ICBAS: “independentemente da condição de estudante, de docente ou de colaborador não-docente, todos partilhavam da mesma dignidade e do espírito de pertença”, recorda. Pode parecer fácil, mas considera ser “algo muito difícil de encontrar e que muito se deve aos pioneiros fundadores do Instituto”.

Não admira por isso que faça questão de tentar manter esse espírito em todas as equipas com as quais trabalha. A começar pelo Hospital Geral de Sto. António, onde realizou o Internato Geral. Mas sobretudo no Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, instituição onde chegou em 1995, como interno de Anatomia Patológica, e onde viria a dirigir o Serviço de Anatomia Patológica e o departamento de ensino e formação (desde 2011) . Um percurso que culminaria no passado dia 6 de junho, com a nomeação pelo Governo para o cargo de presidente do IPO Porto. Mas já lá vamos…

Doutorado em Ciências Médicas – com uma tese galardoada com os prémios “Jacinto Magalhães e “Bluepharma – Universidade de Coimbra”, ambos em 2006 –  e Agregado em Patologia e Genética Molecular, pelo ICBAS, Rui Manuel Ferreira Henrique iniciou-se como docente em Histologia e Embriologia (1991-1994), “mudando-se” mais tarde para as áreas de Patologia e Oncobiologia. Atual professor catedrático convidado do Departamento de Patologia e Imunologia Molecular do ICBAS, é o regente das Unidades Curriculares de Patologia I e II, Anatomia Patológica Especial e Anatomia Patológica na Prática Clínica (Mestrado Integrado em Medicina), Oncobiologia (Mestrado em Bioquímica), Patologia Oncológica (Mestrado em Oncologia) e Patologia das Neoplasias (Programa Doutoral em Patologia e Genética Molecular).

Em paralelo com a docência, desenvolve a sua atividade científica no Grupo de Epigenética e Biologia do Cancro – Centro de Investigação do IPO Porto. Autor ou co-autor de mais de 200 publicações científicas internacionais, tem-se notabilizado na descoberta de biomarcadores epigenéticos, principalmente em neoplasias urológicas, bem como na compreensão do papel das alterações epigenéticas no processo de tumorigénese.

É toda essa “bagagem” que Rui Manuel Ferreira Henrique espera trazer para a liderança do IPO Porto. Aos 50 anos, assume o desafio com um desejo: “gostaria que o doente oncológico sentisse sempre que é o foco e o motivo primeiro da nossa existência como instituição e que sempre encontre nela esperança e resposta aos seus anseios”. Para isso, espera “conseguir manter e reforçar a estratégia de desenvolvimento do IPO Porto no sentido da melhoria contínua da prestação de cuidados diferenciados de alta qualidade e com humanismo, elevando as exigências e os desafios para posicionar a instituição dentro do grupo (restrito) de Centros Oncológicos Integrados de Excelência”.

Aos estudantes deixa também um recado: “Num mundo cada vez mais tecnológico, não podemos esquecer a dimensão da relação humana com o doente e quanto a mesma é capaz de impactar na forma como é vivida e encarada a doença. E que nunca deixem de estudar nem de investigar, pois são as bases do conhecimento e do espírito crítico.”

Quem o conhece de perto enaltece as suas características humanas, e não são parcos nos adjetivos que o descrevem. Quer para os pares, quer para estudantes e quer para os não docentes, todos lhe reconhecem a humildade, mas também a generosidade excecional, a dedicação ao trabalho, a preocupação com os outros, a vasta cultura geral… e sempre com um sorriso.

Naturalidade?
Porto

Idade?
50 anos

De que mais gosta na Universidade do Porto?
A capacidade de acolhimento e integração harmoniosa da diversidade científica e cultural.

De que menos gosta na Universidade do Porto?
O labirinto burocrático, compreensível em termos de controlo de gestão, mas muitas vezes avassalador. Valia a pena ser simplificado e ser mais user friendly.

Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?
Incrementar o espírito de colaboração entre todas as unidades orgânicas e a relação de longo prazo com os alumni (que se tem vindo a desenvolver de forma muito consistente).

Como prefere passar os tempos livres?
A caminhar e a praticar (algum) desporto no CDUP-UP.

Um livro preferido?
“O Zelota: a vida e o tempo de Jesus de Nazaré”, por Reza Aslan (uma visão absolutamente original da figura histórica de Jesus).

Um disco/músico preferido?
Toda a obra (monumental!) de Johann Sebastian Bach e, de forma muito particular, a “Paixão segundo S. Mateus”.

Um prato preferido?
Tudo o que inclua bacalhau (e há mil maneiras de o cozinhar!).

Um filme preferido?
“Lawrence da Arábia”, com Peter O’Toole.

Uma viagem de sonho?
Visitar o Reino de Bhutan.

Um objetivo de vida?
Ser capaz de melhorar todos os dias, aprendendo com os erros que inexoravelmente cometo.

Uma inspiração? (pessoa, livro, situação…)
Nelson Mandela (uma inspiradora visão humanista do poder).

O projeto da sua vida…
Identificar e validar biomarcadores oncológicos que tenham impacto real na prática médica.

Uma ideia para promover uma maior ligação entre a Universidade e a comunidade?
Robustecer e diversificar a intervenção cultural da Universidade e fortalecer a ligação com os alumni (reforçando a visão da Universidade como alma mater).

O que foi para si esta nomeação?
Uma oportunidade de retribuir ao IPO Porto as imensas e generosas oportunidades que proporcionou para o meu desenvolvimento profissional e pessoal, permitindo-me servir com empenho os doentes e os profissionais da instituição.

Por Mariana Pizarro publicado in Pessoas da UP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here