COMPARTILHAR
Inicio Do Porto Ricardo Zambu...

Ricardo Zambujal Ferreira, 23 anos

Ricardo Zambujal Ferreira, 23 anos

0
1073

ERA uma vez um rapaz que sonhava em viajar ao espaço. De preferência, numa máquina do tempo… Impossível? Talvez não, a acreditar nas hipóteses lançadas no artigo que Ricardo Zambujal Ferreira, estudante do Mestrado em Física da Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP), publicou recentemente na Physical Review D., uma das mais prestigiadas revistas científicas norte-americanas no campo da Física.

Tempo é, de resto, o que parece não faltar ao jovem de Viseu que, desde muito cedo, se atreveu a questionar as leis da relatividade de Einstein. Licenciado em Física pela FCUP (2010), participou, ainda na licenciatura, num projeto em microgravidade promovido pela Agência Espacial Europeia.

Atualmente, está a desenvolver a tese de Mestrado, sob a supervisão de Orfeu Bertolami, no campo das teorias modificadas da gravidade, trabalho que inspirou o artigo. Pelo meio, desempenha um papel ativo no movimento associativo dos estudantes de Física, coroado com a conquista do prémio de melhor palestra no Encontro Nacional de Estudantes de Física em 2012.

Uma inspiração? “A imaginação é mais importante que o conhecimento”, arrisca Einstein. Para Ricardo Zambujal Ferreira, a resposta surge tão simples como sonhar com máquinas do tempo: “conquistar sorrisos nos outros.”

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Admiro essencialmente a dinâmica dos estudantes e jovens investigadores nas várias faculdades da U.Porto. Desde a organização de encontros e congressos, participação ativa na investigação ou ainda na participação em projetos nacionais e internacionais com valor.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

A separação física das faculdades retira unidade e união de esforços à U.Porto.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Talvez eliminar muitas das burocracias e formalidades existentes, para que os processos se desenvolvam com celeridade.

– Como prefere passar os tempos livres?

Os tempos livres servem para me divertir, o que significa sair com os amigos, viajar e fazer desporto.

– Um livro preferido?

“Objecto Quase”, José Saramago. É um pequeno livro com várias histórias fantásticas.

– Um artista preferido?

Se considerarmos os humoristas artistas, talvez o Ricardo Araújo Pereira.

– Um filme preferido?

“Into the Wild”

– Uma viagem de sonho?

Sou ambicioso. Talvez ao espaço!

– Um objetivo de vida?

Ser feliz. O que significa conseguir trabalhar no que gosto rodeado de quem gosto.

– Uma inspiração?

Uma grande fonte de inspiração é conquistar sorrisos nos outros.

Publicado in http://noticias.up.pt/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here